Peça "Ensaiando Molière" hoje no Elinga


24 de Outubro, 2014

Depois de ter estreado ontem, a peça “Ensaiando Molière”, uma homenagem ao dramaturgo francês Molière, um dos mais geniais da história do teatro universal, volta a ser exibida hoje, às 20h30, no Elinga Teatro, em Luanda.

“Ensaindo Molière” tem a duração de uma hora e põe em cena um grupo de actores angolanos interessados em montar a obra de Molière, mas sem saberem o que fazer com ela.
Virgílio António, Cláudia Púcuta, Honório dos Santos, Emílio Lucombo, Madalena António “Nzadi” (Elinga Teatro), Efigénia Freire (Protevida) e José Joaquim Inácio (Horizonte Njinga Mbande), são os intérpretes da peça, dirigida pelo encenador cubano Nelson Acevedo Barrera.
Baseada em “O Doente Imaginário”, a última peça escrita por Molière, os actores experimentam várias soluções cénicas para montar o espectáculo, no qual misturam ainda os seus problemas pessoais com os vividos pelas personagens. A iluminação do palco e o som estão a cargo de Nuno Nobre enquanto a cenografia e a maquilhagem dos actores são de Orlando Gorra. Josefina Manzaila é a responsável pelos figurinos.
O espectáculo é também um tributo à perseverança e talento do dramaturgo francês, assim como uma homenagem a todos aqueles artistas que, diariamente, fazem teatro em Angola.
Jean-Baptiste Poquelin, mais conhecido como Molière, nasceu numa família da burguesia comerciante rica.
Apesar de formado em Direito pela Universidade de Orleães, em 1642, por vontade do pai, Molière preferiu o teatro, sobretudo a comédia satírica, para fazer rir os seus contemporâneos.
Descontentes com as suas provocações, o dramaturgo teve por diversas vezes que enfrentar sectores da alta burguesia ou a Igreja, que lhe proibiram várias peças, como “Don Juan”.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA