Peça sobre Império Lunda em Maputo

Roque Silva |
22 de Junho, 2015

Fotografia: DR

O grupo Tic Tac apresentou, ontem, no espaço cultural Casa Velha, em Maputo, um extracto da História de Angola, no 12º Festival de Internacional de Teatro de Inverno, com o espectáculo “A força do Lukano”, sobre a ascensão do Império Lunda.

Sob olhar atento de mais de uma centena de espectadores, entre moçambicanos, angolanos e pessoas de vários pontos do mundo, a companhia mostrou as aventuras e o drama da rainha Lueji.
A sua ascensão ao poder, com o uso da força e determinação, numa época em que as mulheres não podiam governar, é o que retrata o espectáculo baseado nos textos de Pepetela, Castro Soromenho e Manzambe Fernandes.
A peça, adaptada por Dom Pedro e Orlando Domingos, respeita os textos originais e preserva o pensamento dos três autores, apesar de alguns pequenos enquadramentos cénicos. A peça  foi montado para incentivar a luta pela emancipação das mulheres e mostrar a sua importância na formação de um império, de uma sociedade, “pois hoje elas têm um papel muito activo nas suas famílias”.
Após a exibição, os actores realçaram o importância dos livros “Lueji”, de Pepetela e “Calenga”, de Castro Soromenho na divulgação de tradições e cultura nativa dos povos de Angola.
O encenador Nelson Francisco disse ao Jornal de Angola que o grupo conseguiu transmitir informações sobre uma parte da História de Angola com a comunidade estrangeira. “Cumprimos o  objectivo que nos levou a representar o país”, referiu.
Com o  espectáculo, a companhia Tic Tac colheu o maior número de distinções no Oitavo Festival Internacional de Teatro do Cazenga (Festeca), os prémios de Melhor Trabalho de Identidade Cultural, Melhor Desempenho e Melhor Actriz (Teresa Rodrigues Manuel).

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA