Picasso roubado aparece no correio dos EUA


2 de Março, 2015

Fotografia: REUTERS

O quadro,  “A Cabeleireira”, de Pablo Picasso, avaliado em 2,2 milhões de euros, desaparecido desde 2001, foi encontrado pelos serviços alfandegários norte-americanos do porto de Newark.

A obra foi enviada da Bélgica para Long Island, perto de Nova Iorque, onde foi detectado pela alfândega norte-americana numa embalagem identificada como de um brinquedo que valia 37 dólares e dizia em francês “Joyeux Noël”, “Feliz Natal”.
A obra desapareceu do Centro Georges Pompidou, em Paris. Ontem, as autoridades dos Estados Unidos manifestaram intenção de devolver o quadro a França, noticiou o jornal “The New York Times”.
O quadro foi enviado por correio em 17 de Dezembro da Bélgica para um armazém climatizado em Long Island, mas ao chegar à alfândega de Newark a encomenda foi aberta e as autoridades aperceberam-se que se podia tratar de um quadro de Picasso. Peritos do museu francês dirigiram-se a Nova Iorque no mês passado para analisarem o quadro e concluíram que se tratava da peça desaparecida do Centro Georges Pompidou. O quadro foi pintado por Picasso em 1911 e exposto pela última vez  em 1998, em Munique em 1998. Depois, regressou ao Pompidou, mas não estava em exibição. Em 2001, quando receberam um pedido de empréstimo de outro museu para expor o quadro, os funcionários do Pompidou não o conseguiram encontrar e declararam-no roubado.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA