Cultura

Postos médicos invadidos

José Bule

Três postos médicos, inaugurados em 2010 no perímetro do Projecto Modular do Panguila, no Bengo, foram invadidos e transformados em residências, constatou ontem o Jornal de Angola no local. 

O presidente da Comissão de Moradores do Projecto Modular do Panguila, Isolde Sangama, que confirmou o facto, avançou que as unidades sanitárias, que funcionaram até finais de 2012, ficaram abandonadas depois da transferência da localidade, que dependia administrativamente do município de Cacuaco, província de Luanda, para o município do Dande, no Bengo. 

Isolde Sangana explicou que, antes da invasão, os equipamentos e medicamentos que se encontravam armazenados nos postos tinham sido transportados para locais incertos. Depois disso, as três estruturas permaneceram cerca de um ano em estado de abandono. 


Tempo

Multimédia