Precursores do semba homenageados

Manuel Albano |
19 de Julho, 2016

Fotografia: Africano Sebastião |

Emoção e tradição é o que foi constatado no domingo à tarde, no complexo Muximangola, no bairro Camama, em Luanda, durante um espectáculo de recordações em memória dos cantores Nito Nunes e Quim dos Santos, ambos falecidos.

O animado espectáculo esteve inserido no programa “Roda do Semba”, promovido pela Organização dos Amigos da Kissama (Unakissama) e pelo Movimento Nacional Espontâneo (MNE).  A distinção a Nito Nunes e a Quim dos Santos ficou marcada com a entrega de diplomas de mérito e 500 mil kwanzas entregues às famílias dos malogrados.
A viagem ao passado, com a voz de Lulas da Paixão, Guilhermino, Augusto Chacaya, Eddy Tussa e Baló Januário permitiu recordar duas figuras precursoras do semba. O espectáculo foi preparado ao pormenor, desde a selecção dos intérpretes, aos pratos típicos angolanos, que fizeram as delícias da assistência.
Os cantores convidados foram acompanhados pelo conjunto Gloriosos do Prenda. Ouviram-se aplausos menos efusivos, mas também merecidos quando se deu o “assalto” ao palco a cargo do promotor da actividade, António Fiel Didi, que interpretou uma das músicas de Nito Nunes.
O Gloriosos do Prenda interpretou, também, algumas músicas do seu repertório. Lulas da Paixão interpretou dentre outros temas “Muzanganga”, “Kaxikalo”, “Kim”, “Gua maka” e “Garan”. Guilhermino, ex-integrante do conjunto Gingas, interpretou “Belita”, “Kibela”, “Ngalassa” e “Kamba diame”.
A festa não parou por aí. Um outro artista que teve o seu momento muito esperado chama-se Eddy Tussa, que recordou “Monami”, “Pequenina”, “Massoxi”, “Maka mamy” e “Izenu Mutale”.
De forma improvisada, Lolito, filho de Lulas da Paixão, mostrou fidelidade à sua árvore genealógica, interpretando uma canção do malogrado Bangão, deixando o encerramento do concerto para Augusto Chacaya e Boló Januário.
Em declarações ao Jornal de Angola, o secretário-geral adjunto da Unakissama, Jeremias Bartolomeu Alberto, informou que os naturais da Kissama foram os principais impulsionadores dos ritmos tradicionais naquela região.
Segundo António Fiel Didi, os espectáculos no mesmo espaço vão ser regulares “para ajudar os cantores” e anunciou que o próximo espectáculo está marcado para o dia 7 de Agosto, com Eddy Tussa e amigos.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA