Programa imortaliza a música de raiz

Roque Silva |
19 de Junho, 2015

Fotografia: Paulino Damião

Um novo projecto de divulgação da música angolana de raiz tendo como evidência o semba,  “Sábado das Recordações”, começa amanhã, às 12h00, no espaço Requinte, no bairro Benfica, em Luanda.

A primeira edição da iniciativa, criada pela Banda Movimento da Rádio Nacional de Angola, tem como destaque as actuações de Calabeto, Augusto Chakaya e Pedro Cabenha.
O concerto é antecedido de um almoço à “moda angolana”, ao som ambiente da banda musical.
Integrado por Chico Madne e Nino Gomes (teclados), Teddy Nsingui (solo), Quintino (ritmo) Mias Galheta (baixo), Romão Teixeira (bateria), Correia Miguel e Massoxi (percussão), Mister Kim, Beth Tavira e Dorgan Nogueira (coros), a Banda Movimento abre os concertos com temas de artistas já falecidos e bandas extintas, lista na qual figuram N’gola Ritmos, David Zé, Urbano de Castro, Teta Lando e Artur Nunes.   
Além dos êxitos interpretados pelos músicos convidados, a ideia é recordar a música angolana e os artistas dos anos 60, 70 e 80 com actividades semanais de durante todo o dia. O porta-voz do projecto adiantou que o programa prevê reactivar a trova com algumas vozes que no passado se aliavam a guitarra, tais como Boto Trindade e Zé Viola.
A mais nova geração de artistas que conserva os ritmos angolanos de raiz fazem parte da agenda que tem os da velha geração como os potenciais destaques nos espectáculos, disse Chico Madne, que informou  que não descura a possibilidade de aliar outros atractivos à música, tendo referenciado que o maior pendor recai para a dança, humor e a poesia.
“Pertencem a disciplinas artísticas que mais de casam com a música de recordação onde os artistas podem também conviver e trocar impressões por formas a perpetuar a génese dos diversificados estilos da música”.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA