Cultura

Projecto do FAJE promove o auto-emprego

Manuel Albano

A primeira Feira de Cultura e Artes é inaugurada hoje às 9h00, e até sábado, às 18h00, nas instalações do Instituto Superior de Artes (ISART), no distrito urbano do Kilamba, com a participação de 50 expositores.

Fotografia: JAImagens | Edições Novembro

Durante os quatro dias de actividade, espera-se pela visita no local de mais de duas mil pessoas, garantiu ontem ao Jornal de Angola, o secretário da Feira de Cultura e Artes, Hélder Cafala, cujo objectivo é promover o auto-emprego e despertar o espírito de empreendedorismo, essencialmente nos jovens estudantes do Instituto Superior de Artes (ISART).
Hélder Cafala explicou que está tudo garantido para o êxito da iniciativa, por contar com a parceria dos ministérios da Cultura e do Ensino Superior e de embaixadas de vários países acreditadas em Angola, numa promoção do Fórum Angolano de Jovens Empreendedores (FAJE).
Os propósitos fundamentais, explicou o responsável, é promover e incentivar o talento e a criatividade dos jovens estudantes, particularmente universitários, para desenvolverem as suas próprias empresas, por via das artes. No decorrer da feira, realçou, os participantes vão poder trocar contactos e conhecimentos de como fazer para se tornar num bom empreendedor, aproveitando o seu talento e as oportunidades que o mercado  nacional oferece.
O secretário da Feira de Cultura e Artes referiu que essa iniciativa cultural vai ajudar a alargar o mercado de oportunidades de negócios e permitir transformações na forma de estar e pensar, de forma a poder influenciar a juventude a criar o auto-sustento.
Motivar e abrir horizontes a juventude, explicou, ser  dois dos fundamentos da realização da feira, que deve ajudar os jovens a desenvolverem o seu próprio emprego. “Queremos mobilização e incentivar a comercialização das obras dos artesãos”.
Durante a actividade, disse, vão ser promovidos as artes visuais, pintura, escultura (cerâmica, madeira, couro, papel, material reciclado, palha, fibras naturais, vidro e metais), sendo que o projecto é tentar reunir as manifestações artísticas típicas dos mais diversos locais do país.
O programa da feira inclui a realização de palestras que têm como alvo os estudantes empreendedores, empresários, criadores e aquelas pessoas que quiser abrir o seu próprio negócio no mundo das artes.
O projecto do Fórum Angolano de Jovens Empreendedores (FAJE), que visa a promoção e incentivo do talento e da criatividade dos jovens estudantes, vão se estender pelas diferentes províncias do país.
A cerimónia de abertura da primeira edição da Feira de Cultura e Artes vai ser presidida pelo secretário de Estado da Cultura, Cornélio Caley,  seguida de uma visita guiada aos espaços dos expositores.
No sábado, a partir das 10h00, está prevista a realização da feira “Cultura Infantil”, uma forma de incentivar a criatividade das crianças e adolescentes. No período da tarde, isto às 16h00, está prevista a realização do espectáculo denominado “Noite Cultural”, com as participações de José Kafala e Eduardo Paim. No encerramento da primeira Feira de Cultura e Artes vão ser entregues certificados de participação e prémios aos melhores expositores.

Tempo

Multimédia