Projecto musical junta vários artistas lusófonos

Manuel Albano |
23 de Outubro, 2014

Fotografia: Divulgação |

A aproximação dos povos lusófonos com o objectivo de recuperar os valores culturais e a diversidade de ritmos existentes no espaço urbano é o principal objectivo do disco “Revista (Repertório Musical Urbano) ”.

Com 19 temas, o CD vai ser apresentado ao vivo em Novembro, em vários centros comerciais de Lisboa.
Produzido pela “Lirical Record”, editora discográfica dirigida pelo rapper PM, foi oficialmente lançado em Julho, na capital portuguesa, e conta com a participação de nomes conhecidos da lusofonia, como Betinho Feijó, Kizua Gourgel, Hélvio, VuiVui “Kalibrados”, Keita Mayanda, Leonardo Wawuti, Chullage, Lancelot, Dama Bete e Tekilla.
O álbum abrange diversos géneros musicais, com destaque para o rap, soul, r&b, reggae, world music e fusão, para o tornar mais abrangente. “O novo e o velho fundem-se neste trabalho artístico, no qual se podem encontrar alguns temas conhecidos”, disse Ivair Coimbra, produtor artístico e executivo deste trabalho.
“O objectivo é educar e sensibilizar as pessoas para a vida multicultural, onde as diferenças fazem um todo, independentemente da corrente artística, ideológica, que cada um defende”, realçou.
A intenção é permitir que o disco consiga espelhar a realidade artística de cada país lusófono, na promoção dos ritmos e estilos musicais: “O trabalho permitiu congregar e contextualizar os músicos e apreciadores de músicas da Lusofonia, no intuito de criar um maior intercâmbio”.
A finalidade, explicou, é juntar músicos do Brasil, Angola, Portugal, Moçambique, Timor-Leste, Guiné-Bissau, São Tomé e Príncipe e Cabo Verde.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA