Cultura

Recital no Camões faz “reviver” Neto

Amilda Tibéria

De forma subtil e encantadora, o poeta Universo Mavambo e amigos declamaram na noite de quarta-feira, no Camões - Centro Cultural Português, em Luanda, poemas de Agostinho Neto, na segunda edição do recital de poesia “Reviver Poesia de Neto”.

Jovem poeta declamou poemas do Agostinho Neto
Fotografia: Miqueias Machangongo| Edições Novembro

Segundo Universo Mavambo, fruto das pesquisas feitas no livro “Sagrada Esperança” de Agostinho Neto nasceu a sua paixão pela poesia e  a sua inspiração para declamar.
No recital o jovem poeta declamou várias poemas com destaque para “Amanhecer” da sua autoria e na “Pele do Tambor” de Agostinho Neto. O momento musical teve como atracção da noite o Duo  Canhoto que interpretou as canções “Não me provoques”,  de Roça da Costa, e “Partida para o Contrato”, de Agostinho Neto. Ainda na área da música Fernando Jessy, que musicou os poemas declamados por Universo Mavambo, interpretou os temas  “Mussunda Amigo” e “Kinaxixi”.
O último momento do recital foi marcado pela participação de alunos da Escola Museu da Unidade da Guarda Presidencial (UGP) que declamaram o poema “Não me Peças Sorrisos” de Neto.
A actividade terminou com muita emoção e encanto, depois do momento mais esperado: Wende Bocado, uma menina de cinco anos, recitou os célebres poemas de Neto “Havemos de Voltar” e “Adeus à Hora da Largada”.

Tempo

Multimédia