Reconhecida a contribuição de Adão Canoa


1 de Outubro, 2015

O Carnaval luandense está de luto. Morreu Adão Canoa, co-fundador do grupo União 54, da Maianga, cujos restos mortais repousam desde ontem no cemitério de Benfica.

No passamento físico de Adão Canoa, o Ministério da Cultura (Mincult) destacou   a qualidade e o contributo do presidente da agremiação carnavalesca União 54, no processo de afirmação e desenvolvimento do Carnaval de Luanda.
Em comunicado de condolências, o secretário de Estado da Cultura, Cornélio Caley, refere  que ao longo dos anos, Adão Canoa  contribuiu para o engrandecimento da agremiação carnavalesca União 54 e para a sua contínua participação na maior manifestação cultural nacional.
“Sob a sua batuta, o grupo conquistou, em 1998, o título do Carnaval de Luanda”, lê-se no comunicado do secretário de Estado.
Como veterano, Adão Canoa tinha como missão passar os seus conhecimentos à juventude, como forma de manter viva a mística do grupo e fazer renascer a alegria do bem dançar o Carnaval, conclui o comunicado do Ministério da Cultura.
Adão Canoa teve participação activa na fundação do grupo carnavalesco União 54, em 1954.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA