Rede Globo edita obras marcantes da TV


26 de Janeiro, 2015

O festival “Luz, Câmara 50 anos”, do canal brasileiro Globo Internacional, apresenta amanhã, às 22h40, no canal 528, da DSTV Angola, o telefilme “As Noivas de Copacabana”, baseado na série da Rede Globo exibida pela primeira vez, em 16 capítulos, de 2 a 26 de Junho de 1992.

Nesta última semana do projecto que encerra na sexta-feira, o “Luz, Câmara 50 anos” apresenta no mesmo canal, os telefilmes “Dercy de Verdade” (quarta-feira, às 22h30), “Lampião e Maria Bonita” (quinta-feira, às 22h50) e “Anos Dourados” (sexta-feira, às 22h35), todos baseados em séries da Rede Globo. O festival “Luz, Câmara 50 anos” é uma parceria entre as áreas de programação e entretenimento para assinalar os 50 anos da a TV Globo. As obras marcaram a história da televisão brasileira, com a criação de 12 telefilmes extraídos de séries, como “O Pagador de Promessas”, de 1988, “As Noivas de Copacabana”, de 1992 e “O Canto da Sereia”, de 2013.
“A nossa ideia era abrir o ano com um grande projecto. Essa foi uma maneira de relembrar o que já fizemos. Estamos a comemorar os 50 anos da Globo com uma leitura das nossas obras mais emblemáticas, dando-lhes um formato totalmente novo”, disse Guel Arraes, director da Globo. O telefilme “As Noivas de Copacabana”, grande sucesso de 1992, tem Miguel Falabella no papel principal com assassino em série, Donato Menezes, um homem obcecado por mulheres vestidas de noiva. Escrita por Dias Gomes, a trama tem a direcção de Roberto Farias. O produto foi vendido para 20 países e já foi apresentado duas vezes na Globo.
Em 2012, foi para o ar a série “Dercy de Verdade”. Foi escrita por Maria Adelaide Amaral, com a colaboração de Letícia Mey, baseada no livro “Dercy de Cabo a Rabo”. Em 1982, foi para o ar a primeira série da Globo, “Lampião e Maria Bonita”, que representou, na época, a renovação da linguagem da teledramaturgia brasileira.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA