Religião e morte são temas do novo álbum de originais


27 de Setembro, 2014

Fotografia: AFP

A guerra, a religião, a vida e a morte são os principais temas abordados por Leonard Cohen, 80 anos, no 13º álbum de originais, “Popular Problems”, que já está à venda.

No acto de lançamento, o artista lembrou quando há 20 anos o malogrado Kurt Cobain, vocalista principal dos Nirvana, cantava em Pennyroyal Tea “Give me a Leonard Cohen afterworld, so I can sigh eternally” (“Dá-me um Leonard Cohen no outro mundo para que possa suspirar eternamente”).
Na altura, conta, com 60 anos, entrava no mosteiro de Mount Baldy Zen Center, consolidando a relação com o budismo e afastando-se da música, mas acabou por regressar aos discos nos primeiros anos deste século, com “Dear Heather”, editado há dez anos.
Os problemas a que se refere no título do novo disco são os mesmos com que o músico, poeta, romancista e filósofo do rock se tem debatido ao longo das últimas cinco décadas: a vida, a morte, a guerra, a paz, a religião.  “Pensei neste título como uma descrição geral de tudo aquilo que enfrentamos”, disse recentemente o próprio ao jornal norte-americano “Wall Street Journal”.
Embora seja mais conhecido por canções, que alcançaram notoriedade quer interpretadas por si como outros, Leonard Cohen passou a dedicar-se à música apenas depois dos 30 anos, já consagrado como autor de romances e livros de poesia.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA