Cultura

Resgate de valores publicados em livro

Manuel Albano |

O materialismo no contexto actual na sociedade, em geral, e na angolana, em particular, foram algumas das motivações que levaram o autor Estêvão Ludi a escrever o livro “As coisas que nunca devias ter dito”.

Que é apresentado hoje, às 8h00, durante uma sessão de vendas e assinatura de autógrafos, na Praça da Independência, em Lunada.
O livro é igualmente comercializado amanhã, à mesma hora, na Portaria da Casa da Juventude, no município de  Viana, depois de ter sido lançado na quinta-feira, na União dos Escritores Angolanos (UEA), em Luanda.
O autor disse, ontem ao Jornal de Angola, que está preocupado com o facto de a sociedade estar cada vez mais materialista e individualista, o que tem prejudicado a prática de partilha e de boa convivência social.
Estêvão Ludi explicou que os angolanos, sempre, foram solidários e preocupados com os problemas dos outros, razão pela qual procura analisar no livro de oito capítulos, com 105 páginas, uma história de amor virada ao materialismo do mundo moderno, onde o dinheiro aparece como o centro das atenções.
O factor material, recorda, tem remetido os bons valores e sentimentos que caracterizam a originalidade e a essência do amor, quase sempre, em segundo plano. O livro, explica, remete-nos para os problemas diários, essencialmente das sociedades desenvolvidas, em que a necessidade, a moral e o amor se sobrepõem às vicissitudes da vida.
Estêvão Ludi é docente universitário, licenciado em Línguas e Literatura em Línguas Africanas.

SAPO Angola

Tempo

Multimédia