Cultura

Rosas às mulheres do Memorial Agostinho Neto

Francisco Pedro

As trabalhadoras do Memorial Dr. António Agostinho Neto (MAAN) foram, ontem, presenteadas com flores (rosas) pelo Presidente do Conselho de Administração, Jomo Fortunato, para assinalar o 8 de Março, data em que o Presidente Agostinho Neto endereçou à esposa o poema “Um Bouquet de rosas para ti”.

Jomo Fortunato oferece flores
Fotografia: DR

O poema, escrito na cadeia da PIDE do Porto, a 8 de Março de 1955, serviu de tema para a instituição do concurso literário Prémio de Poesia no Feminino, criado pelo MAAN, em ho-menagem à escritora Maria Eugénia Neto. A cerimónia de entrega de prémios acontece hoje, a partir das 16h00, na Sala de  Conferências do Memorial, na Praia do Bispo, seguido de um concerto com Sandra Cordeiro.
  Luísa Fresta é a vencedora da primeira edição, com a obra “Março entre meridianos”, um livro que “assinala o meu compromisso de género com todas as mulheres do mundo, as suas e nossas diversas lutas”, referiu a autora.
O galardão, além de ser uma homenagem à esposa do Primeiro Presidente de Angola, celebra a mulher angolana, e o 8 de Março, Dia Internacional da Mulher, e foi instituído em Março de 2017, no âmbito dos projectos culturais do Memorial Dr. António Agostinho Neto.  Segundo o texto do regulamento, o Prémio de Poesia no Feminino, “Um bouquet de rosas para ti”, tem como objectivo incentivar a produção de obras originais de escritoras angolanas e estrangeiras, estimular a criatividade feminina e destina-se a galardoar três obras inéditas de poesia, exclusivamente escritas por mulheres, que não tenham sido premiadas em outro concurso.

Tempo

Multimédia