Ruínas na Cidade Velha em destaque na imprensa


6 de Setembro, 2016

O site noticioso “Face2face África”, que se dedica à actualidade dos países do continente, anunciou numa matéria publicada ontem que tinha sido “desenterrada a cidade perdida dos escravos”, de Cabo Verde.

Segundo o jornal “Expresso das Ilhas”, de Cabo Verde, o artigo cita como fonte uma reportagem da CNN publicada no final de Julho, que fala sobre o caso das escavações arqueológicas levadas a cabo por uma equipa da Universidade de Cambridge (Reino Unido).
A reportagem, divulgada no ano passado, destaca que foi desenterrada a primeira igreja construída por europeus na região da África Subsaariana, numa “cidade velha” (Ribeira Grande de Santiago).
O repórter confunde a descoberta das ruínas desta igreja, cuja existência já se conhecia sem que se conseguisse encontrar a sua localização para efeitos de escavações arqueológicas, com a descoberta de uma cidade de escravos perdida, como se toda a cidade velha tivesse sido agora descoberta em escavações.
A peça noticiosa também confunde os leitores quando exibe uma fotografia de uma rua da cidade velha (rua Banana, uma das poucas que conserva a arquitectura antiga). Como legenda, a foto é acompanhada com os dizeres “Cidade capital das ilhas de Cabo Verde, Praia é também a maior cidade do arquipélago e o maior centro comercial e cidade-porto.”
A ideia de que na área onde foi encontrada a igreja possam estar soterrados outros edifícios e construções é plausível, conforme explicou à CNN Jailson Monteiro, técnico do Instituto do Património Cultural. Embora o próprio técnico admita que não se sabe ainda a magnitude do que pode ser encontrado, dificilmente se pode falar numa “cidade perdida dos escravos” e nem a CNN, fonte da peça, dispõe de mais dados para falar sobre o assunto.

Património da Humanidade

A Cidade Velha localiza-se no concelho da Ribeira Grande de Santiago, a 15 quilómetros a oeste da Praia, na costa de Cabo Verde. Constitui-se na primeira cidade construída pelos europeus nos trópicos e na primeira capital do arquipélago de Cabo Verde. Foi primitivamente denominada como Ribeira Grande, vindo a mudar de nome para evitar ambiguidade com a povoação homónima, na ilha de Santo Antão.
A 10 de Junho de 2009 foi classificada como uma das Sete Maravilhas de Origem Portuguesa no Mundo. Devido à sua história, manifestada por um valioso património arquitectónico, a 26 de Junho do mesmo ano foi classificada pela UNESCO como Património Mundial da Humanidade.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA