Salas de cinema em fotografias


8 de Abril, 2016

As salas de cinema do país são o tema de uma exposição fotográfica aberta ao público ontem, no edifício do Governo da Província do Namibe, para mostrar, através de imagens de Walter Fernandes e Miguel Hurst, as inovações estéticas ocorridas ao longo dos anos nesses espaços culturais.

A exposição fica patente durante um mês e destaca um aspecto do património arquitectónico angolano pouco valorizado e, em certa medida, ignorado.
Walter Fernandes disse à Angop que a mostra é também uma chamada de atenção à sociedade para o actual estado de conservação da maior parte das salas de cinema do país. O fotógrafo de arte e jornalista lamentou a transformação de alguns desses espaços culturais em locais de lazer ou de culto religioso. “Mas também tem salas em bom estado de conservação, só que não são aproveitadas para os fins para que foram criadas”, realçou.
Para inverter a situação, Walter Fernandes aconselha os promotores culturais a colaborarem com o Ministério da Cultura. “Os cinemas devem ser mais aproveitados, como antes, e não serem transformados em salões de festa”. Em Angola, disse, existem “pérolas” arquitectónicas que também merecem destaque, mas para tal é necessário promover a sua divulgação. “Países como a Alemanha, Portugal e o Brasil mostraram interesse em conhecer melhor o património arquitectónico do país.”
Outro meio a considerar, disse, é a recolha de fotografias e desenhos para um livro, no qual os estudantes de arquitectura podem observar os estilos que marcaram épocas.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA