Cultura

Sam Manguana recorda êxitos no Show do Mês

Manuel Albano

Sam Manguana é o cartaz da presente edição do projecto Show do Mês, da produtora Nova Energia, que homenageia sexta-feira e sábado, com dois concertos musicais, a partir das 21h00, no anfiteatro do Royal Plaza Hotel, em Talatona, este cultor do rumba angolano.

Cantor prestou um valioso contributo à divulgação da música angolana no país e além-fronteiras
Fotografia: Mavitide João Mulaza | Edições Novembro | Uíge

Com o suporte de uma banda formada por músicos e instrumentistas nacionais e estrangeiros, Sam Manguana, nas duas noites de concertos, vai proporcionar momentos nostálgicos com canções extraídas de uma longa caminhada artística percorrida por vários palcos nos continentes africanos, europeu e sul-americanos.
A vivência pessoal e artística de Sam Manguana tornaram-no ao longo de mais de cinco décadas um artista “intemporal”, pelo facto de as suas canções conseguirem resistir ao tempo e tornarem-se geracionais, disse, ontem ao Jornal de Angola, o mentor do projecto. Yuri Simão recordou que o artista tem muitos admiradores, motivo pelo qual admite ser uma oportunidade única para convidar os apreciadores do cantor a fazerem-se presentes nos dois dias de concertos, por estar a ser preparada uma festa à dimensão artística do autor do clássico “Tio António”.
Durante as duas noites da quinta temporada da edição do Show do Mês, que já vai no seu terceiro ano de existência e de consolidação do projecto cultural da produtora Nova Energia, disse Yuri Simão, vão ser revisitadas canções dos 55 anos de carreira de Sam Manguana.
Durante o concerto, o mú-sico vai fazer uma incursão pelo repertório de outros colegas nacionais e internacionais que influenciaram a sua carreira artística, com destaque para Rocheraux e Doutor Nico. Sam Manguana vai interpretar os seus maiores sucessos com destaque para “Pátria Querida”, “Padrinho”, “Bana ba Cameroun”, “Transberos”, “Senegal”, “Afogne”, “Susana”, “Minha Angola”, “Soweto” e “Tio António”, este último para recordar aos presentes o tempo da repressão colonial em Angola.
Samuel Manguana, mais conhecido nas lides musicais por  Sam Manguana nasceu a 21 de Fevereiro de 1945, em Maquela do Zombo, província do Uíge. O músico começou a sua carreira em 1963, com Rocheraux e Doutor Nico, na Banda African Fiesta, no antigo Zaire.
Yuri Simão disse que o projecto tem como objectivo homenagear figuras angolanas não apenas pelo seu talento artístico, mas, acima de tudo, pelo valioso contributo prestado à divulgação da música angolana no país e no estrangeiro.

Tempo

Multimédia