San Francisco promove exposição de arte


19 de Agosto, 2014

Aos 63 anos, o sorriso afável de Bill Murray continua a despertar paixões, até ao ponto de um grupo de fãs do actor organizar uma exposição em San Francisco na qual exibem todo o tipo de retratos e pinturas do artista realizadas pelos seus admiradores.

“The Murray Affair”, realizada no histórico bairro de Mission, em San Francisco, recolheu na semana passada mais de 100 pinturas, desenhos, anéis, roupas e até uma guitarra decorada com a efígie do popular actor, que os artistas colocaram à venda e que foram admiradas por mais de 600 pessoas.
“Bill Murray é uma lenda. Vi ‘Os Caça-Fantasmas’ quando tinha cinco anos e há três anos fiz uma tatuagem no braço. Decidimos que era preciso fazer esta exposição e que tinha que ser a maior realização em honra a Murray”, afirmou à Agência Efe Ezra Croft, responsável pela exposição juntamente com a sua esposa, Julia.
Segundo Croft, Murray conta com uma legião de seguidores, porque “é uma pessoa normal”, alguém que, apesar de ser “um rico actor de Hollywood, é acessível a todo o mundo, fala com as pessoas, não é nada vaidoso e lembra-nos o tio divertido que todos temos”. Apesar de a exposição mostrar uma multidão de objectos e retratos dos mais originais, a indiscutível estrela foi a obra “A Toast to Bill Murray”, um quadro de 81 por 113 centímetros que retrata o actor sobre 35 torradas queimadas e posteriormente raspadas para conseguir as diferentes tonalidades que formam o inconfundível rosto de Murray.
“Nós não somos artistas profissionais, mas gostamos muito de Bill Murray, portanto tentamos pensar em algo muito diferente e original para a exibição. Tivemos uma chuva de ideias e escolhemos a das torradas”, disse à Agência Efe Sara Lee, co-autora da obra.
Uma vez colocadas no marco para formar a efígie de Murray, baseada num fotograma de “Encontros e Desencontros”, as 35 torradas foram cobertas de borracha para garantir a preservação e a peça foi posta à venda na exposição por mil dólares.
“Bill Murray é muito divertido e um verdadeiro ícone e ‘Encontros e Desencontros’ é um dos meus filmes favoritos”, comentou Lee.
Além do quadro das torradas, em “The Murray Affair” também é possível ver um prato de cristal com o rosto de Murray, vários casacos e camisas com a efígie do actor e notas de dólar nas quais o rosto de George Washington foi substituído pelo do protagonista de “A Vida Marinha com Steve Zissou”.
“Cresci a ver os seus filmes, como ‘Feitiço do Tempo’ e ‘Os Caça-Fantasmas’. Quando me inteirei de que existia esta exposição, passei bastante tempo a compilar imagens e finalmente decidi fazer este retrato. Não é uma expressão muito comum, porque aqui vemos ele jovem, calmo e em estado de reflexão”, afirmou à Efe Martín Segobia, um jovem artista argentino que participou no evento.
“Neste desenho, Murray tem uns 30 anos. Tudo o que sabemos dele, aqui ainda não tinha ocorrido.” Apontou a sua obra “The Murricane”, desenhada com caneta sobre papel, porque é a técnica que utilizava na sua infância e que está a ser vendida por 250 dólares.
A exposição sobre Murray não é a primeira com estas características realizada em San Francisco, já que o seu promotor, Ezra Croft, também realizou uma exibição similar sobre o actor Nicolas Cage e assegurou à Efe que prepara outra sobre Christopher Walken ainda este ano.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA