Cultura

Situação da mulher analisada no teatro

Mário Cohen

“A Mulher Não Tem Palavra” é o título da peça do colectivo de artes Muxima ya Ngola que é exibida no domingo, às 19h30, na Rua da Oitava Esquadra, Bairro Prenda, em Luanda, como uma chamada de atenção ao machismo na sociedade angolana.

Desigualdade de género chega aos palcos
Fotografia: Domingos Cadência

A peça conta as peripécias de três homens que não aceitam a igualdade de género e assim maltratam as suas mulheres. O objectivo, disse o responsável do grupo, é falar de uma prática errada, mas muito comum nos bairros de Luanda.
Bernardo, Mateus e Paulo, as três principais personagens da peça, procuram mostrar, na peça, que as mulheres não passam de objectos. “É um quadro que precisa ser invertido o mais rápido possível”, disse.
O grupo foi fundado em 2004 e  divulga  o teatro nas comunidades, estabelece  novas parcerias de trabalho com os grupos mais experientes.

Tempo

Multimédia