“Sniper Americano” é o mais pirateado


28 de Fevereiro, 2015

Fotografia: Reuters |

Sniper Americano, um dos filmes que foram candidatos ao Óscar deste ano, foi o mais pirateado no mundo, desde que as nomeações foram conhecidas em 15 de Janeiro, com um registo de 1,3 milhões de downloads.

Os números foram avançados pela Irdeto, empresa que cria soluções anti-pirataria que monitorizou este ano até 14 de Fevereiro, os downloads ilegais de filmes em mais de 200 países, entre 1 de Janeiro e 14 de Fevereiro.
Para o levantamento de dados foi utilizado um programa de computador que rastreou as cópias piratas feitas através de serviços de partilha de ficheiros, como o peer-to-peer, via BitTorrent.
A empresa anunciou que, desde o anúncio dos nomeados para os Óscares, aumentou em 385 por cento a pirataria dos filmes escolhidos. “Enquanto ‘Em Parte Incerta’ foi o líder inicial após as nomeações, ‘Sniper Americano’ assumiu a liderança e é actualmente o filme mais pirateado no mundo pós-nomeações”, conclui o relatório da empresa.
Os especialistas da empresa dizem estar convencidos que se os vencedores dos Óscares fossem escolhidos pelo número de vezes que foram descarregados ilegalmente na Internet o grande vencedor era “Sniper Americano”, com 1,389,819 downloads e no top da lista de preferências em cem países.
O melhor realizador era Alejandro González Iñárritu, por “Birdman”, com 796.697 downloads, a maioria feitos feitos no México e em Espanha. Bradley Cooper vencia na categoria de melhor actor pela interpretação em “Sniper Americano” e Rosamund Pike na de melhor actriz pelo papel em “Em Parte Incerta” (1,252,074 downloads).
A Irdeto comparou a quantidade de actos de pirataria realizada na semana anterior ao anúncio das nomeações com os da semana seguinte. “Selma”, “O Lado Selvagem”, “American Sniper”, “O Meu Nome é Alice” e “Birdman” registaram as maiores oscilações na popularidade. Cada um destes filmes foi responsável por 100 mil downloads.
Os especialistas da empresa referem os casos isolados de outros dois filmes que estavam nomeados para os Óscares na primeira selecção do júri, mas posteriormente desqualificados, como “Mr. Turner”, descarregado 9086 vezes desde 15 de Janeiro e “Vício Intrínseco”, 53.008 vezes. A Irdeto afirma que os filmes nomeados pela Academia foram pirateados a partir de vários formatos, incluindo discos Blu-ray, câmaras e DVD. Pelo menos, 31 por cento dos downloads ilegais foram feitos a partir dos chamados “Hollywood screeners”, ou seja por meio de discos Blu-ray ou DVD entregues aos críticos de filmes, os que votam para os prémios e outros profissionais do cinema para fazerem uma pré-visualização do filme.
Além dos Estados Unidos, os países onde a pirataria foi significativa, num total de três milhões de downloads, foram a Rússia, Itália, Reino Unido, Brasil, Canadá, Índia, Austrália, Espanha, Coreia do Sul e Holanda. Os países com a maior percentagem de pirataria por população utilizadora da Internet são aAustrália, Itália, Grécia, Irlanda e Portugal. “Sniper Americano”, de 2014, é um drama biográfico e de guerra realizado por Clint Eastwood e escrito por Jason Hall. Baseia-se na autobiografia “American Sniper: The Autobiography of the Most Lethal Sniper in U.S. Military History”, de Chris Kyle.
Com 255 mortes, 160 delas confirmadas oficialmente pelo Pentágono, o autor é o atirador mais letal da história militar dos Estados Unidos.
No filme, que tem como protagonistas por Bradley Cooper e Sienna Miller, tem participações em papéis secundários dos actores Luke Grimes, Kyle Gallner, Sam Jaeger, Jake McDorman e Cory Hardrict.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA