Sony amplia distribuição nos cinemas e na Internet


4 de Janeiro, 2015

Fotografia: AFP

A Sony anunciou a ampliação da distribuição norte-americana nos cinemas e na Internet do filme “A Entrevista”, que provocou um conflito diplomático entre Washington e Pyongyang.

Desde sexta-feira, o filme, sobre um complô fictício da CIA para assassinar o líder norte-coreano, Kim Jong-un, foi exibido em 580 salas do país, 249 a mais do que no último fim-de-semana de 2014.
A produtora também fechou acordos com “os principais distribuidores a nível nacional de TV a cabo, por satélite e telecomunicações para oferecer o filme”, segundo um comunicado.
Comcast,Bright House Networks,  Cox Communications, Time Warner Cable, Charter Communications, Cablevision, AT&T U-verse TV, Verizon FiOS, DIRECTV e VUDU são as empresas que oferecem “A Entrevista” desde quarta-feira. O filme vai estar disponível na plataforma PlayStation.
“Buscamos sempre a maior distribuição possível para ‘A Entrevista’”, assinalou o presidente da Sony Pictures, Michael Lynton, que agradeceu a colaboração dos novos sócios.
A comédia arrecadou mais de 15 milhões de dólares na Internet, segundo o estúdio. Protagonizada por Seth Rogen e James Franco, narra um suposto complô da CIA para assassinar o líder norte-coreano, cujo governo classificou o filme como “um acto de terror sem sentido”.
A Sony Pictures cancelou a estreia da longa-metragem depois das grandes redes de distribuição se negarem a exibi-lo por medo de ameaças de hackers, que reivindicaram a autoria de um grande ciberataque ao estúdio no fim de Novembro.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA