Talento de Viteix mostrado em "Rastos"

Adriano de Melo
28 de Maio, 2016

Fotografia: Paulino Damião

Um elogio ao talento e ao génio criativo de Viteix é o cerne da nova mostra do artista plástico Lino Damião, “Rastos”, a ser apresentada ao público na próxima terça-feira, dia 31, pelas 18h30, no Camões - Centro Cultural Português, em Luanda.

As imagens, que ficam patentes ao público até 14 de Junho, procuram levar a uma viagem ao mundo dos símbolos e significados, através do figurativismo e do colorido inspirados nas obras do mestre da pintura. Recordar Viteix é para o artista celebrar o nascimento do seu amor pela arte, reflectida em todo o seu percurso de vida, pessoal e artística. Por isso, adianta, “Rastos” surge como uma forma de partilhar histórias e premiar o passado, presente e o futuro.
Para Lino Damião, a exposição é ainda a sua humilde e singela homenagem por tudo o que Viteix lhe ensinou e a materialização de um projecto muito estudado e ansiado. “Há já um tempo que me imagino a prestigiar o Viteix. O título da sua última exposição, ‘Restos, Rastos e Rostos’, com a qual colaborei, ficou sempre gravado na minha memória. Hoje, passados quase 25 anos, consigo finalmente realizar este feito”, disse.
O artista vê ainda a mostra “Rastos” como um tributo seu a todos os “mais velhos” com quem teve o prazer de partilhar momentos no atelier de Viteix e fazem parte das suas memórias, como Álvaro Macieira, David Mestre, Dinis Amaral (Diló), Jerónimo Belo, Luandino Vieira, Lopito Feijó, Manuel Dionísio, Osvaldo Gonçalves e Tirso do Amaral.
A exposição individual é feita numa altura em que é comemorado o 23º aniversário da morte de Viteix. A mostra de pintura é a primeira de uma trilogia criada por Lino Damião, que inclui os títulos, “Restos”, “Rastos” e “Rostos”.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA