"Tango Negro" é premiado


16 de Março, 2015

O filme "Tango Negro, origens africanas do tango", do realizador angolano Dom Pedro, conquistou o terceiro prémio da categoria documentários, da 24ª edição do Festival Pan-africano de Cinema e Televisão de Ouagadougou (FESPACO).

O primeiro prémio foi atribuído a "Miners Abatido", do realizador sul-africano Rehad Desai, enquanto o segundo prémio coube ao "Dever de Memória", do maliano Mahmadou Cissé.
Com esta distinção no Festival Pan-africano de Cinema e Televisão de Ouagadougou,  o realizador recebeu um milhão de francos CFA (cerca de dois mil dólares). "Tango Negro, origens africanas do tango" soma mais um prémio em África, depois de ter conquistado o troféu de Melhor Documentário Estrangeiro, no Festival Internacional de Cinema de Luanda (Fic-Luanda), em 2013.
O filme explora a expressão da africanidade do tango e a contribuição das culturas africanas na criação desse género musical e de dança.  Faz uma incursão sobre a vida dos escravos que foram levados para a América do Sul, na sua maioria sairam do antigo reino do Congo, e percorre  as pegadas da música africana sobre o tango, combinando performances musicais e entrevistas de muitos fãs do tango e historiadores da América Latina e Europa.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA