Afirmação e identidade em peça de teatro

Adriano de Melo |
20 de Dezembro, 2015

Fotografia: Miqueias Machangongo |

A importância da afirmação própria e o reconhecimento da identidade são as bases da peça “O Rei Leão”, que é apresentada hoje, às 15h00, na escola 14 de Abril, na centralidade do Kilamba, dentro do projecto “Cultura para Todos”.

A peça, uma adaptação do clássico da Disney, da autoria de Flávio Ferrão e Carla Rodrigues, conta a história de um príncipe, a quem o tio usurpa o trono, depois de ter matado o pai. Para o encenador Flávio Ferrão, o musical é também uma oportunidade de ensinar as crianças princípios sociais e culturais.
O musical, conta, foi adaptado à realidade angolana. “Procuramos respeitar a história original da Disney, mas fizemos alguns acréscimos de forma que o público pudesse se identificar com a história. As alterações não se limitaram apenas ao argumento, mas também as roupas e outros aspectos da cenografia”, explicou o encenador.
Flávio Ferrão adiantou ainda que a adaptação foi fácil e contou com a participação de 30 actores, entre adultos e infantis, dos grupos Pitabel, Amazonas, Enigma e Odeth Tavares. “Estes actores mostram em 50 minutos as dificuldades de se impor quando perdemos a identidade. Apesar de ser baseado num filme infantil, a história desempenha um papel importante nesta fase de reconstrução do país, onde os jovens precisam aprender a preservar mais a sua cultura”, disse. O responsável destacou ainda a importância de aproximar mais o teatro das crianças, como uma forma de as educar e ensinar sobre os princípios típicos da cultura angolana. “Este espectáculo é um presente a todas crianças da centralidade do Kilamba e não só. Queremos dar uma lufada de ar à falta de teatro direccionado às crianças, com este espectáculo Especial Natal com ‘O Rei Leão”, disse. O encenador adiantou ainda que não têm nenhum projecto preparado para os próximos meses e que a prioridade, no momento, é a divulgação, a nível nacional, da peça. “A meta é chegar até as crianças de todo o país, dando a elas a oportunidade de conhecer também esta história de afirmação da identidade”, destacou.
A peça é inspirada e baseada no filme da Disney “O Rei Leão” estreado em 1994. No filme, após a morte do Rei Mufassa, num plano orquestrado pelo próprio irmão Scar para se tornar rei, Simba, o jovem príncipe e herdeiro do reino é expulso, sobre a acusação de traição. Depois de anos, Simba tem a oportunidade de voltar e tentar reconquistar o seu reino.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA