Consequências do aborto exibidas em espectáculo

Adriano de Melo |
18 de Julho, 2014

Fotografia: Kindala Manuel

O aborto e as suas consequências é o tema do espectáculo que o grupo Unidos em Cristo, do Uíge, exibe hoje, às 17h30, no Centro de Animação Artística do Cazenga (ANIMART), com o título “A voz do feto”.

O espectáculo, apresentado no âmbito do Festival Internacional de Teatro do Cazenga (FESTECA), conta, em 45 minutos, a história de um jovem casal que se tornam pais, de forma prematura, e não tinham como sustentar uma criança. Para agravar a situação, conta o porta-voz do grupo, Eduardo Anselmo, o jovem foge da sua responsabilidade.
A peça, disse o porta-voz, foi escrita para chamar a atenção da sociedade do Uíge, em especial os jovens, para os vários riscos e as consequências emocionais de uma gravidez precoce. “Apesar de estarmos a viver numa sociedade moderna, ainda existem temas ou assuntos, que são tabus para os pais e uma ameaça aos jovens, como uma gravidez indesejada. O número de mulheres abandonadas com os seus filhos é uma prova disso. Porém, esse é um quadro que precisa ser invertido urgentemente”, disse.
Eduardo Anselmo acrescentou ainda que a peça tem a participação de sete actores e, além de criticar, aponta as melhores soluções para estas situações, apresentando, mas de forma sucinta, as vantagens de ter um filho. “A maioria das pessoas envolvidas em situações do género só vê as desvantagens, mas esquece que o aborto coloca as suas vidas em risco, é um crime punível pela Lei e pode ter consequências nefastas amanhã”, explicou. “A voz do feto” é o único espectáculo que a organização tem agendado para hoje.
Amanhã, os destaques do dia são “Performances teatrais”, do Marado Teatro de Rua, que é apresentado às 16h00, e “Ku-Kiaze”, do Etu Lene, às 19h00.
Ainda amanhã a organização tem prevista a realização de duas conferências, uma sobre “Novos paradigmas para o teatro angolano”, a ser apresentada por José Teixeira, Afonso Fernandes, Marcelina Ribeiro e Rui Claúdio, jovens angolanos licenciados em teatro em Cuba, e outra sobre “O teatro como factor de relacionamento entre os jovens de Angola e Moçambique”, proferida pelo director do Festival Internacional de Teatro do Inverno de Maputo, Joaquim Matavel.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA