Consequências do poder apresentadas em Cacuaco

Roque Silva |
8 de Janeiro, 2016

O abuso do poder tradicional é tema da peça “Cuidado com a Boca”, que o grupo Amor a Arte apresenta hoje às 18h30 no Centro Recreativo e Cultural Roseira na abertura do II Festival de Teatro de Cacuaco.

A peça, de uma hora, conta a história do viúvo Pedrito, cuja mulher morreu durante o sono e que é acusado pelo soba de a ter matado por artes de feiticeiro. O grupo, fundado há oito anos, estreia em Março o espectáculo “O Resultado”.
Entre as várias peças dramáticas  que representou, contam-se “A Bela e o Monstro”, que lhe valeu ser distinguido em 2012 com o Prémio Revelação no Festival de Teatro do Cazenga, e “A casa de Todos”, com a qual em 2014 ficou em segundo lugar no Festival de Teatro da Maianga.
No festival, que tem a participação grupos de Luanda, Uíge, Namibe, Huíla, Bengo, Cuanza Norte e Sul, Bié, Malanje, Cuando Cubango e Benguela, são apresentadas, à excepção de hoje, duas peças por dia.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA