Cultura

Espectáculos de teatro sensibilizam cidadãos

Manuel Albano

A organização do Circuito Internacional de Teatro (CIT) pretende desenvolver este ano acções viradas para a comunidade, usando o teatro para sensibilizar as populações no combate a malária e a cólera. A intenção foi manifestada pelo director do festival, que decorrer na Liga Africana, em Luanda, até o dia 17 de Setembro.

Fotografia: KINDALA MANUEL |

Sob o lema “Trazendo o mundo para Angola e levando Angola para o mundo”, Adérito Rodrigues “BI” disse que o projecto “Cultura para todos”, para além da realização do CIT, pretende ser um parceiro do Executivo, no combate ao HIV, prevenção a sinistralidade rodoviária e o combate a delinquência juvenil.
Todo esse engajamento, afirmou, só está a ser possível, graças ao engajamento das instituições públicas e privadas, como o Governo da Província de Luanda (GPL), Comissão Administrativa da Cidade de Luanda e AngoMart. “Gostaríamos que outras instituições se juntassem ao projecto no próximo ano, no sentido de ajudar a dinamizar as artes cénicas no país”, apelou o director do CIT.
Esta realização, disse, deve-se também à visão e o apoio de personalidades individuais e colectivas que reconheceram a importância do investimento no impacto social e económico na promoção da cultura como base de desenvolvimento de qualquer sociedade.
Nesta edição, o CIT pretende fazer fez uma forte aposta na multiplicidade de grupos e nos espectáculos inéditos, um total de 32 estreias.
Para esta edição a organização do CIT convidou grupos nacionais, de Luanda, Benguela, Malanje, e internacio-nais do Brasil e Moçambique. O Circuito Internacional de Teatro  é uma iniciativa da Companhia de Teatro Pitabel.

Tempo

Multimédia