Festival Internacional de Teatro para a Infância e a Juventude

Roque Silva |
5 de Maio, 2017

Fotografia: Edições Novembro

A segunda edição do Festival Internacional de Teatro para a Infância e a Juventude (FESTIJ) realiza-se de 15 de Setembro a 15 de Outubro, no Centro de Animação Artística do Cazenga (Anim’art), com a participação de companhias da Alemanha e da França.

A presença de grupos dos dois países europeus foi confirmada ontem, por telefone, ao Jornal de Angola, pela directora do Festival Internacional de Teatro do Cazenga (Festeca), que se encontra em Berlim a acompanhar a 14.ª edição do Festival Internacional de Teatro para a Infância e a Juventude local, denominado “Augem Blick Mal”.
Felismina Sebastião não prestou outros pormenores à volta do festival, como o número e denominação das companhias estrangeiras e nacionais que se vão apresentar durante um mês, entre Setembro e Outubro, no palco do Anim’art.
A directora da iniciativa assegurou apenas que a segunda edição do Festival Internacional de Teatro para a Infância e a Juventude aumenta as propostas e alarga o prazo de espectáculos de três dias para um mês.
A primeira edição do FESTIJ realizou-se de 16 a 19 de Setembro do ano passado, numa edição experimental que incluiu oficinas, espectáculos para crianças em vários pontos da cidade e contou com a presença da companhia francesa Compagnie à Tiroirs, composta por Teresa Melo, contadora de histórias, cantora e dançarina, e Olivier Bovet, palhaço, perna-de-pau e dançarino, a convite da Alliance Française de Luanda.
A programação incluiu várias actividades com amadores e profissionais de teatro no Centro de Animação Artística do Cazenga, no Centro Cultural Brasil Angola, e em outros pontos da cidade: espectáculos reservados às crianças do Lar Kuzola, dos centros Magone et Margarida dos Salesianos Dom Bosco, Remar, de Acolhimento de Crianças Arnaldo Janssen (CACAJ), da Escola Francesa Alioune-Blondin Beye e também às crianças de rua acompanhadas pela Equipa Móvel de Ajuda do CACAJ e outros gratuitos e abertos ao público, no Anfiteatro do Instituto Superior de Arte (Isarte) no Kilamba, no anfiteatro do Anim’art.
Em Angola,  o seguimento do teatro Infanto-Juvenil é coordenado pelo Centro de Animação Artística do Cazenga (Anim’art), que é o Centro Angolano da Associação Internacional de Teatro para a Infância (ASSITEJ). A directora do Festival Internacional de Teatro do Cazenga (Festeca) considerou a presença no Festival de Berlim frutífera, pois permitiu estabelecer uma parceria e abrir portas aos grupos de teatro de Angola para, futuramente, participarem no festival de Berlin e vice-versa. Felismina Sebastião afirmou que adquiriu mais experiência da organização do “Augem Blick Mal” e dos 12 espectáculos de companhias alemãs, belgas, cubanas, holandesas, nigerianas e suecas, subdivididos em duas categorias, sete para a infantil e cinco para a juvenil.
Felismina Sebastião disse que foi possível desenvolver conhecimentos sobre representações ligadas às artes performativa e pós-modernas, o que tornou o certame criativo e dinâmico, concebido para todas as idades, sem barreiras linguísticas e todas exibidas em salas de teatro não convencionais, bem equipadas do ponto de vista técnico.
“A minha presença em Berlim, de 25 a 30 de Abril,  com o suporte do Goethe Institut da Alemanha em Angola, em encontros e discussões dos assuntos relativos à situação do teatro infantil na Europa, concluiu que devem ser encaradas com maior seriedade também questões ligadas ao racismo e migração no contexto europeu”, disse Felismina Sebastião.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA