"Filhos da Pátria" na Trienal

Roque Silva
11 de Maio, 2017

Fotografia: Edições Novembro

O grupo Kulonga apresenta hoje, às 20h00, no Palácio de Ferro, em Luanda, o espectáculo “Filhos da Pátria”, que analisa a história da difícil tarefa dos angolanos durante a guerra, enquadrado na III Trienal de Luanda.

Com entrada livre, a nova proposta do projecto da Fundação Sindika Dokolo, sob o lema “Da Utopia À Realidade”, é uma homenagem à paz, aos soldados e aos negociadores que puseram fim à guerra em Angola, sobretudo a de 1975, e que hoje permitiu que o país fosse livre e independente.
A representação da bravura dos homens que lutaram pela Independência  Nacional foi um dos aspectos que o encenador da peça e director artístico do Kulonga que mereceu o maior cuidado na montagem.
Afonso Dinis “Amankwa” disse que o espectáculo é relatado de forma artística e com algum humor à mistura sobre os sonhos, anseios e desejos dos angolanos por um país em Paz. Uma história de vida dos militares nas frentes de combate, as peripécias vividas por militares num campo de batalha, além de outro lado menos relatado por estes bravos homens que defenderam com honra, sangue e vida o nosso país. Criada, na época, em homenagem aos 11 anos da conquista da Paz em Angola, 2013, é um tributo especial ao Comandante em Chefe, José Eduardo dos Santos, e a todos os que lutaram para tão grande conquista.
 
Concerto do grupo Kituxi

O grupo Kituxi actua hoje, às 16 horas, no Palácio de Ferro, sede da III Trienal de Luanda, num concerto que visa enaltecer a Música Angolana. O grupo regressa ao mesmo espaço depois de no passado dia 28 de Abril, ter sido homenageado o seu mentor, músico e compositor Miguel Francisco dos Santos Rodolfo, “Mestre Kituxi”.
Temas como “Mu Ilumba”, “Dingongenu Dia Mona”, “Ngitabulé”, “Nza Mundelé”, “Santa Maria”, “Amba”, “Nzala” e outros que marcam os 37 anos do grupo vão fazer  parte dos temas a serem executados no palco Axiluanda.

capa do dia

Get Adobe Flash player



ARTIGOS

MULTIMÉDIA