Grupo de Benguela é o convidado especial

Manuel Albano |
20 de Junho, 2014

O grupo Bisma Teatro de Benguela é um dos convidados especiais do Festival de Teatro do Uíge, que abre as portas ao público hoje e decorre até o dia 29.

No festival, o grupo vai apresentar, no dia 27, a peça “Tchissola”, sobre o problema e as consequências de um conflito entre etnias.
O encenador do grupo, Ninho Neves, disse ao Jornal de Angola que o drama conta a história de Tchissola, a jovem herdeira do trono de um reino ao Sul de Angola. A jovem apaixona-se pelo caçador de um reino do Norte, com o qual não tinham boas relações, e reata, assim, as desavenças e divergências entre as duas tribos, o que origina vários conflitos. Na tradição do povo do Sul, a jovem estava proibida de se casar com alguém que pertencesse a outra etnia.
A peça, com a duração de uma hora e 15 minutos, conta com a participação de sete actores e foi concebida para ajudar e incentivar as pessoas a lutar mais pelos seus objectivos e sonhos em sociedades conservadoras.
“A peça tem um final feliz, porque a união de Tchissola com o caçador aproximou os dois povos e mostrou que o diálogo é o melhor caminho para a resolução de conflitos”, acrescentou.
O grupo Bisma Teatro pertence à Associação Cultural Bismas das Acácias e foi fundado em 1984, em Benguela.
O Festival de Teatro do Uíge está a ser organizado pelo colectivo de artes Nzoji Yeto. Nesta edição participam grupos de Luanda, Bengo, Cuando Cubango e Cuanza Sul.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA