Grupo de teatro do Bié em digressão pelo Uíge


5 de Fevereiro, 2015

O grupo teatral “Omalã Veto Veya”, da província do Bié, está em digressão pelo Uíge, com o intuito de apresentar o DVD do filme “Sinto o cheiro da morte”.

O director do grupo, Dino Samuel Quibato, disse à Angop que parte do rendimento da venda do DVD, que é comercializado a mil kwanzas, reverte para apoio à rede de pessoas a viver com VIH/Sida.
“Estamos na fase de venda personalizada do disco, caracterizada pelo contacto com as diversas instituições públicas e privadas. Depois fazemos a venda em público nos principais mercados e centros de maior concentração populacional da cidade do Uíge e demais municípios da província”, referiu.
O grupo permanece na província até finais de Março e percorre os 16 municípios com o mesmo propósito.
“É a segunda vez que nos encontramos nesta cidade, depois da digressão em diversas províncias do país, para exibição do filme ‘Sinto o cheiro da morte’, como forma de levar ao conhecimento da juventude a mensagem sobre a prevenção ao VIH/Sida e ao desarmamento da população civil”, referiu.
Após a digressão no Uíge, o grupo segue para a província do Zaire, com o mesmo propósito.
O grupo foi criado em 2003 na província do Bié e tem realizado em diversas regiões do país actividades de âmbito sócio-cultural, como contribuição na divulgação e intervenção na educação para a saúde.
O director provincial da Cultura no Bié, Álvaro Alves, exortou, na cidade do Cuito, os actores de artes cénicas a desenvolverem o teatro comunitário, de forma a promoverem o espírito patriótico e resgatarem os valores morais e cívicos dos jovens.
Álvaro Alves falava à Angop, à margem do encerramento de um curso de formação dirigida aos criadores de teatro no Bié, uma iniciativa do grupo Olombangui. O teatro comunitário ajuda no resgate dos valores morais, cívicos e éticos, promove a amizade e ocupa o tempo livre das pessoas, principalmente dos jovens, disse.
 O Governo do Bié, nos seus programas de desenvolvimento, dá também prioridade à formação de quadros do sector da Cultura, de forma a melhorar a qualidade dos agentes artísticos da região.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA