Grupo Etu Lene exibe peças no centro Kilamba e na Liga

Roque Silva |
29 de Outubro, 2014

Fotografia: Kindala Manuel

O grupo de teatro Etu Lene exibe amanhã, às 20h00, no Centro Cultural e Recreativo Kilamba, em Luanda, o drama “Colã em V”, que critica aquilo que o colectivo considera ser a forma desajustada de algumas mulheres se vestirem, em termos de cultura angolana.

Enquadrado na iniciativa “Quintas da Encenação”, o espectáculo, com a duração de 45 minutos, pretende ser uma chamada de atenção às jovens mulheres angolanas, para o cuidado a terem com a globalização.
A peça, com oito personagens, foi criada com o intuito de mostrar à sociedade que os hábitos e costumes de outros continentes, hoje muito praticados pelos angolanos, põe em perigo a nossa identidade, explicou o encenador do grupo.
Beto Cassua é da opinião que se trata de “um assunto preocupante, pois esses trajes marcam as partes íntimas das mulheres e são encarados como normais”.
O texto fala de uma senhora que condena todas as jovens do bairro que usam colãs, mas mais tarde a vizinhança descobre algumas trapaças que comete com a referida peça de roupa. A peça volta a ser apresentada domingo, à mesma hora, na Liga Africana.

Espectáculo ''Ukumbu''


“Ukumbu” é um drama que conta a história de um casal, composto por um desmobilizado e uma zungueira, que tudo faz para agradar ao marido desempregado, a ser apresentado sábado, às 20h00, na Liga Africana, em Luanda, pelo grupo Etu Lene.
O desmobilizado ganha uma lotaria e abandona a mulher, que comprava as matrizes com o lucro do seu negócio.
Etu Lene é uma expressão em umbundo que significa “Nós e você”, cuja interpretação é: nós actuamos e você vibra. O grupo foi fundado 1993, por cristãos da Capela de São Luís, no então Município do Rangel, e começou por exibir os seus trabalhos em retiros juvenis.
Venceu a primeira edição do Prémio Nacional de Cultura e Artes, na categoria de Teatro, com a peça “Uiji, Uijia”.
O grupo passou a ser mais conhecido com a peça “O Feiticeiro e o Inteligente”, exibida no programa “Em Cena”, da Televisão Pública de Angola.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA