História de África adaptada ao teatro

Roque Silva |
11 de Maio, 2016

Fotografia: Miqueias Machangongo

A história do continente africano é transportada para o palco do anfiteatro da escola Nossa Senhora de Fátima, no Namibe, durante uma jornada especial, que é realizada nos dias 20 e 22, para saudar o Dia de África.

A abertura do festival de artes cénicas está sob a responsabilidade do Colectivo de Teatro Juventude do Deserto (CATJUD) que exibe o espectáculo “Lágrimas D’ África”, cuja história gira em torno da escravatura em Angola e o período em que as primeiras nações africanas se tornaram independentes.
O grupo de teatro volta ao palco no último dia da temporada de teatro para apresentar a peça “Os Esquecidos”, uma proposta de reflexão para as consequências e desvantagens de uma sociedade depois de passar por um conflito armado.
A peça, da autoria de Ilídio Caumba, conta com o depoimento de psicólogos, sociólogos e membros da comunidade religiosa.
O grupo de teatro Tweia, de Benguela, apresenta, no dia seguinte, o espectáculo “A praga”, um resumo do conflito armado que alguns países africanos viveram. O espectáculo está confirmado também para encerrar as jornadas.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA