Histórias de amor levadas ao palco

Manuel Albano
12 de Fevereiro, 2015

O grupo de teatro Etu Lene leva à cena no sábado às 19h00, na Liga Africana, Luanda, a peça “Marcas do Passado”, que fala das desavenças “em dado período” entre naturais de Catete e de Malanje.

O espectáculo é apresentada no âmbito das comemorações do Dia de São Valentim, que se comemora no sábado, dedicado aos namorados.
Na peça, escrita pelo encenador e director do grupo, Beto Cassua, participam dez actores.
As principais personagens são os jovens Gaspar (interpretada por José Carlos) e Evita (Celmira Cátila), cuja relação amorosa é impedida pelos familiares por um ser natural de Malanje e o outro de Catete.
Também integrada nas comemorações do Dia de São Valentim, o grupo Odete Tavares realiza no domingo, no seu auditório, no bairro de São Paulo, Luanda, a primeira de quatro representações da peça “Os Casais”. A peça, que é também exibida no dia 22, no Centro Cultural Roseira Teatro, Cacuaco, e volta no dia 27 no auditório do grupo, fala sobre uma sociedade liberal e fragilizada do ponto de vista das relações de amizade e conjugais, onde os valores materiais se sobrepõem aos morais.
A peça é representada por quatro actores (Walter Matias, Fátima Neid, Paulo Mavueta e Mónica Orquídea), que tentam ao longo dos 45 minutos de encenação manter um diálogo permanente com os espectadores na tentativa de a tornar mais interactiva, disse ao Jornal de Angola Francisco Júnior, director e encenador do grupo.
No dia 28, o grupo vai apresenta no seu auditório às 19h45 a peça “Verdadeiro Amor” representada por nove actores.
Com uma duração de 45 minutos, a peça, conta a história do mecânico Pedro que é rejeitado pelos pais da noiva Violeta por ser pobre e não poder garantir um futuro desafogado.
No Centro Cultural Agostinho Neto, no Bairro Operário Luanda, é apresentado no sábado e no domingo às 19h30 o espectáculo “Bom Dia, Amor, Tudo Acabou”, pelo grupo de teatro Anangola. A peça narra a história de um casal em crise. A meio de uma madrugada a mulher acorda e decide que o relacionamento está terminado.

Henda Yami


A história de amor de infância de Afonso e Paula algures na vila de Catete, província de Luanda, é o enfoque principal da peça de teatro “A força do amor”, a ser apresentada sábado, às 19h45, no Cine São Domingos, pelo grupo de Henda Yami.
Antecedida de uma missa, na Paróquia de Nossa Senhora de Fátima, a peça visa saudar o 14 de Fevereiro, dia consagrado aos namorados. O drama de 45 minutos conta a história de dois adolescentes apaixonados que viviam em Catete.
A vida dos jovens Afonso e Paula, que parecia um conto de fadas, termina prematuramente, quando Afonso vai para a cidade grande (Luanda) fixar residência com o seu pai para dar continuidade aos estudos.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA