Julu apresenta em Viana a peça de teatro "A outra"

Mário Cohen |
27 de Julho, 2016

Fotografia: Santos Pedro

O colectivo de artes Julu exibe amanhã, às 20h00, em Viana, na vila turística KDS, no Kicuxi, o espectáculo de teatro “A outra”, inspirado no tema homónimo do músico e compositor Matias Damásio, para saudar o 31 de Julho, Dia da Mulher Africana.

O drama, escrito por Lourenço Mateus, procurar fazer uma abordagem à questão da mulher, na perspectiva de ser a outra companheira do homem, sendo esta uma condição que humilha muitas senhoras, quando poderiam constituir família.
“A outra”, segundo Manuel Teixeira, responsável do grupo, é uma obra que incentiva a família a respeitar o seu habitat e a promover o respeito entre os cônjuges. A peça, explica, foi o meio que o colectivo encontrou para mostrar à sociedade o conflito que uma segunda pessoa pode causar num lar familiar.
A personagem Freitas, o grande protagonista da história, aposta numa segunda relação, divergindo com os princípios morais da primeira esposa que construiu com muito sacrifício uma família sã, mas que vê desmoronar o seu relacionamento devido ao comportamento do marido.
Para Manuel Teixeira, a moral da história é a interacção com o público já que é este quem decide o final do espectáculo.
O grupo de teatro Julu existe desde 1992 e actua em várias províncias em radiogramas, spots televisivos e teatro comunitário. Actualmente, conta com mais de uma dezena de actores. Desde a sua fundação, o grupo tem na sua galeria vários prémios, com destaque para o Festival de Teatro de Luanda em 1999 e 2000, em que se sagrou vencedor.
Participou na Bienal dos Jovens Criadores da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), bem como em festivais africanos na República Democrática do Congo e venceu o Prémio Nacional de Cultura e Artes 2015, na categoria de teatro.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA