Cultura

"Laços de Sangue" é exibida no Mindelact em Novembro

O Núcleo Experimental de Teatro da Fundação Sindika Dokolo, com o espectáculo “Laços de Sangue”, é o único grupo angolano que, juntamente com companhias de outros 12 países, vai participar na 23.ª edição do Festival Internacional de Teatro de Mindelo (Mindelact), que acontece entre 3 e 11 de Novembro na ilha de São Vicente.

Raul do Rosário e Meirinho Mendes levam à Ilha de São Vicente uma história cujo enredo espelha os discursos luso-tropicalistas e os mitos raciais
Fotografia: Paulino Damião | Edições Novembro

Segundo a lista divulgada esta semana no site oficial do festival, além do grupo angolano e das companhias do país anfitrião (Cabo Verde), vão actuar igualmente companhias, grupos e artistas da Argentina, Brasil, Espanha, Inglaterra, Japão, Moçambique, Portugal, República Checa, São Tomé e Príncipe e Senegal.
O anfitrião, Cabo Verde, é o país com mais grupos e companhias num total de dez, nomeadamente Adriano Reis (diáspora), companhias CriArTeatro (S. Vicente) e Raiz di Polon (Santiago), grupos de teatro B\'Leza (S. Nicolau), Pró Morro (Maio), Craq’Otchad (S. Vicente), DjadSal (Sal) e do Centro Cultural Português do Mindelo (S. Vicente), Irina Silva e os projectos Tapete Voador (S. Vicente) e ProTeatro (S. Vicente).
Segue-se depois o Brasil com seis grupos: companhias Dragão 7, Os Satyrus e Vinicius Piedade, Clara Haddad, Desvio Coletivo e Palavra Z Produções Teatrais e  Portugal, com quatro, nomeadamente Ana Sofia Paiva, Peripécia Teatro, Projecto Bulibaça (recordista Guiness) e Um Colectivo. Todos os outros países têm um representante cada.
Segundo a organização, durante os últimos meses, chegaram até à produção mais de duas centenas de candidaturas e propostas de companhias de quatro continentes, de mais de vinte países, comprovando o “enorme prestígio” que o evento tem conquistado no mundo inteiro.
A programação, já definida por sectores, vai ser divulgada no dia 3 de Setembro, avançou a organização do festival de teatro, realizado desde 1994 em São Vicente.
No ano passado e depois de uma interrupção de alguns anos, o Mindelact retomou a sua extensão à Cidade da Praia, oferecendo espectáculos para o público infantil, juvenil e adulto.

O espectáculo angolano


O espectáculo de teatro “Laços de Sangue”, “Blood Knot”, na sua versão inglesa, é baseado num texto de 1961 e, em Luanda, teve a sua estreia nos dias 11 e 12 de Fevereiro de 2016, no Centro Cultural Brasil-Angola. A narração baseia-se num conflito entre dois irmãos, Morris e Zacarias, filhos da mesma mãe e pais diferentes, que, por circunstâncias naturais, um nasceu negro e o outro mestiço. Esta diferença determinou percursos e oportunidades desiguais nas suas vidas, que o escritor Athol Fugard explorou dramaturgicamente.
A peça foi escrita no contexto sociopolítico sul-africano do apartheid, contudo, aborda um tema transversal a todas as épocas e sociedades. Na triangulação atlântica Angola, Brasil e Portugal, onde os discursos luso-tropicalistas e os mitos da democracia racial remetem a questão racial para uma aparente invisibilidade, é urgente reflectir e debater frontalmente o tema do racismo que perdura nas nossas sociedades actuais.
A peça tem no seu elenco os actores Raúl do Rosário e Meirinho Mendes e foi adaptada e dirigida pelo director do Elinga, José Mena Abrantes, encenada por Rogério de Carvalho, com desenho de luzes de Jorge Ribeiro, sonoplastia de Sebastião Delgado e guarda-roupa de Alex Kangala. O Núcleo Experimental de Teatro (NET), é uma fusão entre o Grupo Elinga Teatro e o Núcleo de Teatro da Fundação Sindika Dokolo, com o propósito de desenvolver obras de teatro nos seus variados géneros: drama, comédia, performance e mimo, focadas sobretudo no lado experimental do teatro e na formação de novos artistas para as mais variadas áreas das artes cénicas em Angola.
José Mena Abrantes (encenador), Rogério de Carvalho (encenador), Meirinho Mendes (actor) e Raul do Rosário (actor) constituem a base deste colectivo multifuncional e ecléctico.

Histórico do Festival Internacional de Teatro do Mindelo

O Festival Mindelact é o principal evento teatral de Cabo Verde e actualmente o mais importante acontecimento teatral de toda a África Lusófona, sendo considerado, também, o mais importante da África Ocidental.
Nas suas 22 edições, aconteceu sempre em Setembro, na cidade do Mindelo, mas este ano, e pela primeira vez, vai decorrer no início de Novembro, por questões logísticas. Além da vertente de espectáculos, o festival promove o intercâmbio entre todos os participantes, acções de formação nas mais diversas áreas artísticas ligadas ao teatro, concertos de música, exposições de design e artes plásticas, e, nos últimos anos, um “Festival off” alternativo e uma programação específica dirigida às crianças, denominada de “Teatrolândia”. O Festival Mindelact teve a sua primeira edição em 1995, só com a participação de grupos de São Vicente e Santo Antão, em 1996 teve já um cunho nacional, e em 1997, dá-se internacionalização e confirma-se como o mais importante evento teatral do arquipélago.
Organizado pela Associação Artística e Cultural – Mindelact, uma organização não governamental, de carácter artístico e social, sem fins lucrativos e que visa essencialmente o desenvolvimento e a promoção das artes cénicas em Cabo Verde, pondo a tónica na organização de actividades directa ou indirectamente ligadas ao teatro cabo-verdiano.
A Associação congrega agentes teatrais de grupos de Cabo Verde e pessoas singulares de quase todos os quadrantes da vida artística e social cabo-verdiana, para além de um significativo número de jovens.

Tempo

Multimédia