"Makas da banda" no teatro

Manuel Albano|
22 de Abril, 2015

Fotografia: Santos Pedro

O grupo de teatro Julu apresenta amanhã, às 20h00, o espectáculo “Makas da banda” no Complexo turístico KDS, no Kikuxi, em Viana.

A peça é interpretada por sete actores e faz uma abordagem sobre os principais problemas sociais no país, focando-se, essencialmente, na perda dos valores morais e cívicos.
O espectáculo faz uma incursão às várias situações e peripécias a que muitos cidadãos se submetem para tirar partido de um determinado acontecimento, prejudicando e dificultando o progresso das instituições públicas e privadas. A peça faz uma abordagem à proliferação das seitas religiosas.
Com duração de uma hora, “Makas da banda” é também uma reflexão sobre o saneamento básico, o absentismo no trabalho, onde muitos funcionários compram atestados para viajarem e fazer negócios.
O problema das burlas dos terrenos envolvendo funcionários das administrações e fiscais, também são apresentados na peça.      
Manuel Teixeira, actor do Julu, disse ontem ao Jornal de Angola que o grupo pretende trazer à reflexão aspectos do dia-a-dia muitas vezes ignorados pela sociedade. 
Intensificar a troca  de experiências com grupos de teatro nacionais, promover actividades para aumentar os conhecimentos dos cidadãos sobre a importância da educação e o resgate dos valores culturais, de maneira a incentivar a mudança de mentalidades, são os principais objectivos do grupo para este ano, disse o actor com quase três décadas de carreira no teatro. O grupo de teatro Julu foi fundado a 9 de Junho de 1992, no Marçal, por Lourenço Mateus, Manuel Teixeira “Avô Ngola”, Pedro Henriques Pascoal e Vado Baptista. O projecto surgiu para apoiar as primeiras eleições em Angola, na vertente da educação cívica eleitoral.
Em 1993, criou uma parceria com a  UNICEF para apresentar peças comunitárias, tendo um ano depois participado na formação de vários grupos de teatro. Venceu consecutivamente duas edições do Prémio de Teatro Cidade de Luanda (1999 e 2000).
Internacionalmente, o grupo  de teatro Julu representou Angola na primeira Bienal dos Jovens Criadores da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), no ano de 1999. “Um sonho por realizar”, “Moribundo e a revolta do espírito” e “As poeiras do Poeira” são algumas espectáculos dramáticos do grupo Julu.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA