Cultura

"Na Rota da Fama" apresentado em Luanda

A criação de projectos que eduquem as pessoas de forma séria, no sentido de que a fama sirva de proveito para sociedade e não para exposição barata, é o propósito da iniciativa “Na Rota da Fama” da Companhia Horizonte Njinga Mbande, afirmou ao Jornal de Angola o seu director.

 

 

História da Companhia vai ser divulgada em redes sociais exclusivas enaltecendo a carreira dos actores
Fotografia: Edições Novembro

Adelino dos Santos Caracol, que falava à margem do lançamento do site do aplicativo e do projecto cultural do Horizonte Njinga Mbande “Na Rota da Fama”, garantiu que a iniciativa visa a descoberta, lapidação e ajuda na realização dos sonhos de pessoas com talento por toda Angola, sobretudo na actuação (teatro, televisão e cinema), moda (desfile), música e literatura e outros, através de cursos intensivos de curta duração nos quais as técnicas, habilidades, saberes e arte de cada modalidade vão ser demonstradas.
Segundo o director da companhia de artes Horizonte Njinga Mbande a criação do aplicativo tem como objectivo primordial, falar da trajectória do grupo, com destaque para a vida dos seus actores, estreias de peças de teatro, projectos, publicação dos cursos e o trabalho dos outros colectivos de artes.
Adelino Caracol frisou que para os outros grupos que aderirem o site devem recorrer as instalações da companhia Horizonte Njinga Mbande para os seus conteúdos serem analisados e publicados no aplicativo.
O também encenador disse ainda que a ideia é facilitar a vida de todos, na expansão dos trabalhos dos actores, dos fazedores de teatro e mostrar que esta arte não acontece só, quando há estreia, mas sim todos os dias.
“ O projecto designa-se ‘Rota da Fama’ porque nos dias de hoje existe uma ânsia das pessoas aparecerem, mas acima da fama é preciso perceber que existe profissionais que nos educam artisticamente” disse.
O site é de domínio angolano e o servidor é brasileiro. A equipa para fazer funcionar o aplicativo é formada por 12 jovens de diferentes nacionalidades, nomeadamente espanhola, sul africana e brasileira.

 
Perfil da Companhia

Fundada em 8 de Outubro de 1986, por Adelino dos Santos Caracol e Izequiel Issequiel, em Luanda, capital de Angola, a Companhia é constituída por professores e estudantes de vários níveis de ensino e possui uma estrutura organizacional constituída por profissionais das diversas áreas da arte que garantem a produção dos espectáculos, semanalmente. Tem como actividade principal o Teatro. Nesta área de actividade, o Horizonte Njinga Mbande está subdividido em 4 escalões: Núcleo A, Núcleo I, Núcleo II e o Núcleo Infanto-Juvenil, respectivamente. Produzem outras actividades artísticas, como a dança, música, pintura e teatro corporativo. Considera que a arte deve ser tratada com seriedade e profissionalismo.

Tempo

Multimédia