Nova peça do Elinga Teatro aborda as relações conjugais

Manuel Albano |
8 de Agosto, 2015

Fotografia: Paulino Damião

A importância da motivação nas relações conjugais como um factor fundamental para se resgatar um casamento em desgaste é a proposta o espectáculo “Como salvar um casamento”estreado quinta-feira, à noite pelo grupo Elinga Teatro, na sua sede, e que volta a ser exibida hoje, e nos dias 13, 14 e 15, às 20h00, no mesmo espaço.

A peça de autoria dos brasileiros Bruno Mota e Daniel Alves, foi que igualmente exibida ontem, no mesmo espaço, aborda a necessidade da cumplicidade e respeito pelos cônjuges dentro do casamento, na qual o elemento básico deve se o amor, disse o encenador da peça.
Adorado Mara explicou que o espectáculo faz uma reflexão sobre histórias surpreendentes de superação de muitos casais para salvar o casamento. A peça narra situações de casais que se desrespeitam por falta de sensibilidade e de não saber compartilhar os momentos de crises numa vida a dois.
O espectáculo dramático, disse o encenador, é um alerta sobre o jogo cénico de um relacionamento dentro de quarto parede, onde o choque de culturais muitas das vezes tem sido um factor central no desentendimento entre marido e mulher.
Representada por três actores, a peças a com a duração de uma hora e meia, aborda os actuais perigos num relacionamento devido a falta de consideração das pequenas coisas, que podem fazer a diferença nas relações conjugais: “Queremos mostrar que vale apenas estar numa relacionamento quando as partes se respeitam”.
O grupo Elinga Teatro foi criado em 1988. A sua existência inscreve-se, no entanto, numa linha de continuidade iniciada com o grupo Tchinganje (1975/76) e prosseguida com o Xilenga-Teatro (1977/80) e com o Grupo de Teatro da Faculdade de Medicina de Luanda (1984/87).

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA