Peça de teatro retrata Luanda

Adriano de Melo |
29 de Novembro, 2015

Fotografia: Santos Pedro

“A Corda” é o título do espectáculo dramático que o grupo de teatro Jovens Renovadores estreia hoje, às 19h20, no Cine Kilumba, como uma chamada de atenção às consequências dos vários problemas sociais de Luanda.

O espectáculo faz também um enfoque para o actual comportamento social das pessoas que vivem em Luanda, a maioria movida por interesses pessoais, ao ponto de transformarem as suas vidas numa luta de “corda”, na qual ganham geralmente os mais fortes.
O drama, que foi criado como uma forma de reflexão sobre os problemas sociais que dia-a-dia preocupam os luandenses, é o escolhido para encerrar a primeira edição do projecto de teatro “Champanhe Angola 40 Anos”, criado por este grupo. O encenador e director do grupo disse, ontem, ao Jornal de Angola, que o projecto, aberto no passado dia 31 de Outubro e encerra hoje, teve a participação de vários colectivos de Luanda, com destaque para o Hamirano, Projecto Actuar, Monte Sinai, Maka Mami e os Vamwenle Wakuanjo.
O convite a estes grupos, explicou Franklim Bravo, foi feito de forma a dar mais espaço e projecção a estes. “O teatro é uma das artes de maior abrangência actualmente no mercado, mas ainda temos muitos grupos no anonimato. A ideia do projecto não foi só saudar os 40 anos da Independência, mas também ajudar estes jovens desconhecidos a terem um lugar no mercado”, justificou. O projecto, acrescentou, abriu com a peça “O Contrato”, e inclui ainda encontros entre os actores e encenadores convidados. “A troca de experiência é um passo fundamental para a afirmação do teatro angolano, porque ajuda a preparar a próxima geração de actores”, defendeu.
Franklim Bravo destacou ainda que o projecto é o primeiro de vários que o grupo pretende realizar, especialmente na região de Viana, de forma a dar mais destaques aos colectivos do município, e aproximar mais o teatro do público.
“O objectivo do grupo Jovens Renovadores é incentivar a dinamização das artes cénicas, assim como aumentar a interacção desta com o público. Portanto constam da agenda de actividades do grupo encontros regulares com outros criadores e a realização regular, no Cinea Kilumba, de espectáculos de teatro”, rematou o encenador.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA