Próxima temporada abre com ''As Vedetas''


1 de Janeiro, 2016

Fotografia: Kindala Manuel|

A próxima temporada do projecto “Cultura Para Todos” abre dia 6 de Janeiro, a partir das 20h00 na Escola 14 de Abril, na Centralidade do Kilamba, com a exibição do espectáculo de teatro “As Vedetas”, pelas actrizes Edusa Chindicasse  e Vanda Pedro.

Baseada no livro do escritor e encenador francês Luciano Ambert, o espectáculo “As Vedetas”, montado pelo encenador Flávio Ferrão, é uma adaptação à realidade social e cultural angolana, onde as duas actrizes abordam o imediatismo e conflitos nas relações interpessoais nas sociedade modernas.
Estreada em Outubro no hotel Royal Plaza, em Luanda, em alusão ao décimo aniversário de carreira da actriz e apresentadora de televisão Edusa Chindecasse, a peça, de acordo com Flávio Ferrão, reflecte sobre a luta incessante que muitos têm feito para atingir o estrelato, a fama e conseguirem bens materiais, atropelando alguns princípios da boa convivência e da ética profissional.
Em 55 minutos de espectáculo,  as duas personagens fazem um retrato de sonhos vencidos, perdidos, adiados e realizados, onde amigas enfrentam os seus próprios medos e anseios. “Sílvia e Simone estão ligadas pelo sonho, amor, ódio, ciúmes e intrigas numa verdadeira roda de fogo constante onde o maior objectivo é ser vedeta”, comentou o encenador.
A peça retrata as dificuldades de duas artistas de teatro em arranjar trabalho, realizar os sonhos de vedetismo, de separar o desejo da realidade até ao feroz instinto de competição.
Edusa Chindicasse tem participações em espectáculos de teatro, em mais de 20 peças de teatro, com destaque para “Sobreviver em Tarrafal ”, “O desaire de Kabú”, “O amante”, “A rapariga da marginal ”, pela companhia de artes Horizonte Njinga Mbande.
Tem participações na série televisiva “Conversas no Quintal”, na telenovela “Windeck” e “Jikulumesso”. Participou na produção executiva da peça “Desabafo do Chouriço”.
Na primeira fase do “Cultura para Todos”, criado pelo Pitabel e Administração da Centralidade do Kilamba, participaram os grupos Oásis, Enigma, Amazonas e Protevida.
A primeira fase do programa encerrou com a apresentação da peça “A Grande Questão”, pelo Enigma Teatro, que retrata alguns problemas sociais de Luanda.
O espectáculo “A Grande Questão”, uma sátira,  mostra  “a importância do respeito pelos princípios sociais e culturais que regem uma sociedade”, de acordo com o encenador Tony Frampenio.
“As pessoas culpam os responsáveis da Administração pelo mau estado da centralidade, quando a responsabilidade pela melhoria das condições deve ser de todos”, declarou Tony Frampenio.
“A Grande Questão” é uma história de amor entre Luanda e o seu povo que devido a discordâncias termina num tribunal.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA