Cultura

Seis províncias reunidas no VI Festival de Teatro

Um total de 14  grupos de teatro, representando seis províncias, participa a partir de amanhã e até domingo, na VI edição do Festival de Teatro, em homenagem aos Mártires da Resistência do Cuito, que decorre no Cine Sporting, na capital do Bié.

Grupos retratam hábitos e costumes no Cine Sporting no Bié.
Fotografia: MOTA AMBRÓSIO | EDIÇÕES NOVEMBRO

O festival denomina-se “Festteatro-Olombangue”, e reserva quatro sessões por dia, entre 18h00 e 12h00.Participam grupos do Hu-ambo, Cuando Cubango, Na-mibe, de Benguela e Luanda. Bié tem o maior número de representantes, com quatro grupos, sendo o organizador, “Olombangue”, que abre o festival com a peça “Flores ou Saco de Arroz”.
Posteriormente vão subir ao palco o grupo Vilinga, com a peça “Gostos e Desgostos”, o "Omalã VetoWeya", com “Cá se faz, cá se paga”, e o grupo "Efetikilo", com “Entre a presença e o presente”.
Para sexta-feira o cartaz reserva as peças “O funcionário Mentiroso”, do grupo Jovens e o Livro, “Tchipupi”, do grupo 5 de Junho, “A parada da minha vida”, do Núcleo de Artes Estrela em Palco, e “Curso de casais”, do colectivo Ima Yoso.
No sábado, o palco de Cine Sporting acolhe os espectáculos “Manana”, do Protevi-da, “África”, do grupo teatral ATUA, da Universidade Católica de Angola, e “Rhossana”, do colectivo Catjud.
Para o encerramento, estão agendados os grupos Ine Ma-rista, com a peça “Igreja do papá Maná”, Tweya, com “A viúva”, e a Companhia Horizonte Njinga Mbande, com “Casados sem casa”.
O festival tem o apoio do Governo da Província do Bié, e foi criado com o objectivo de dinamizar a cultura, e ,em particular, o teatro.
As peças que passam no festival abordam, geralmente, a cultura regional dos grupos participantes.
Roque Silva

Tempo

Multimédia