Teatro angolano é rentabilizado

Filipe da Silva | Huambo
3 de Março, 2016

Fotografia: Kindala Manuel

O projecto “Chindeca”, que produziu o binólogo “As Vedetas”, estreada em Outubro em Luanda,  mostra  a experiência de actores dos distintos grupos de teatro em Angola, disse ontem ao Jornal de Angola, na cidade do Huambo, a mentora do projecto.

Edusa Chindecasse   recordou a experiência por ela vivida nas gravações da novela  angolana “Windeck”, na qual além de actores nacionais com talento reconhecido participaram também  portugueses e brasileiros.
“Conhecemos a cultura brasileira por intermédio das novelas e temos a mesma oportunidade de mostrar a nossa cultura, em função das nossas novelas que hoje já são transmitidas em canais internacionais”, frisou.
Vanda Pedro, protagonista do binólogo com Edusa Chindecasse, reconheceu que hoje, comparativamente ao  passado, a arte de representar ganhou  outra dinâmica, pois “sente-se que o país está cada vez mais aberto ao mundo”.
Actriz há mais de 20 anos, Vanda Pedro referiu que apesar destes ganhos, os grupos enfrentam ainda  dificuldades, principalmente em Luanda, onde a sala da Liga Africana é das poucas que recebe peças de teatro.
O produtor executivo do projecto, Valdano Kizanga, reconhece que depois de muito tempo  se chega a uma fase em que um pai tem de perceber que o filho já deve levar a sua vida sozinho. “Não vamos deixar a arte morrer, vamos fazer as coisas no limite, mas não somos limitados”, referiu.
O binólogo “As Vedetas”, protagonizados pelas actrizes Edusa Chindicasse (Horizonte Njinga Mbande)  e Vanda Pedro (Henrique Artes), foi exibido no fim de semana, na cidade do Huambo.
Baseada no livro do escritor e encenador francês Luciano Ambert, o espectáculo “As Vedetas”, montado pelo encenador Flávio Ferrão, é uma adaptação à realidade social e cultural angolana, onde as duas actrizes abordam o imediatismo e conflitos nas relações interpessoais nas sociedade modernas.
A peça reflecte  a luta incessante de muitos   para atingirem o estrelato, a fama e conseguirem bens materiais, atropelando alguns princípios da boa convivência e da ética profissional.

Perfil das actrizes

Edusa Chindicasse tem participações em mais de 20 espectáculos de teatro, com destaque para “Sobreviver em Tarrafal ”, “O desaire de Kabú”, “O amante”, “A rapariga da marginal ”, pela companhia de artes Horizonte Njinga Mbande. Tem participações na série televisiva “Conversas no Quintal”, na telenovela “Windeck” e “Jikulumesso”. Participou na produção executiva da peça “Desabafo do Chouriço”.
Personagem de Luena na série da Televisão Pública de Angola “Conversas no Quintal”, a actrizes Vanda Leia dos Santos Ferreira Pedro, nasceu em Luanda, a 22 de Fevereiro de 1983. Começou o seu percurso artístico aos 12 anos no município de Cacuaco no grupo estudantil Gruta e nunca mais parou.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA