Tesouros artísticos da Suíça estão expostos em Espanha


24 de Março, 2015

As obras de arte do Kunstmuseum de Basileia, Suíça, estão expostas de ontem até Setembro, no Museu Reina Sofia, em Madrid, devido às obras de restauro que vão ser na instituição suiça.

A importante colecção do museu de Basileia inclui obras de Van Gogh, Renoir, Chagall, Soutin, Redon, Pissarro, Manet, Modigliani, Monet, Cézanne, Jawlensky, Kandinsky, Hodler e Picasso.
A direcção do Kunstmuseum de Basileia anunciou que escolheu Espanha por causa de uma história de amor antiga entre suíços e Pablo Picasso.
“A família de um dos primeiros coleccionadores do museu, Rudolf Staechelin, vendeu por motivos económicos duas obras do artista espanhol, “Arlequín Sentado” e Dos Hermanos”.
Quando o presidente da Câmara se apercebeu em 1967 do sucedido decidiu fazer um referendo para saber se a cidade queria ficar com os quadros.
Ouvido o sim, as autoridades pagaram seis milhões de francos suíços e os cidadãos contribuíram com os outros dois milhões. Picasso acompanhou a história desde Paris e, comovido, decidiu doar outras quatro o­bras ao museu”.
No total são 166 obras de grandes mestres dos séculos XIX e XX, que formam parte da colecção pública e das privadas Rudolf Staechelin e Im Obersteg. “Estas obras são consideradas dos conjuntos artísticos mais importantes do mundo”, disse a direcção do museu, a propósito do valor estético e histórico das pinturas do período moderno.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA