Tim Burton assina acordo com a Disney


28 de Março, 2015

Fotografia: Reuters |

O cineasta Tim Burton foi convidado pelo presidente da Disney, Sean Bailey, para produzir a versão do filme de animação “Dumbo”, considerada a quarta longa-metragem da produtora, informou ontem o “The Wall Street Journal”.

A história animada do simpático elefante de circo que tinha orelhas tão grandes que lhe permitiam voar está a ser reescrita por Ehren Kruger, o argumentista de “Transformers”, que promete acrescentar ao enredo original – que apenas deu uma hora de duração ao filme então realizado por Ben Sharpsteen – uma família associada ao imaginário circense.
“É um grande mundo”, limitou-se a dizer Sean Bailey sobre a nova adaptação, que casa a animação digital com actores reais, mas cujo elenco está ainda por decidir, uma vez que a produção está em fase embrionária. Nenhuma data foi avançada para a estreia.
Tim Burton, que colocou recentemente no cinema “Olhos Grandes” e é conhecido pelas suas histórias fantásticas e excêntricas e pela estética visual gótica, já trabalhou com a Disney assinando a readaptação ao grande ecrã de “Alice no País das Maravilhas” (2010), com Mia Wasikowska ao lado dos seus inseparáveis Johnny Depp e Helena Bonham-Carter.
O filme transformou-se num dos grandes êxitos de bilheteira da produtora, tendo rendido próximo de mil milhões de dólares. O presidente da Disney adiantou ainda que Tim Burton produz também para a Disney o filme “James e o Pêssego Gigante” (de Henry Selick). Com esta versão de “Dumbo”, a Disney dá igualmente seguimento à estratégia de recorrer ao seu património fílmico e aos clássicos de Hollywood, depois de experiências como “Cinderela”, com realização de Kenneth Branagh, e com Lily James e Cate Blanchet nos principais papéis, “Maléfica” (2014), “A Bela Adormecida”, com Angelina Jolie no papel da velha feiticeira, ou “Oz: O Grande e Poderoso” (2013).
A série de adaptação de clássicos da animação com actores e imagem real vai continuar, acrescentou o responsável, ao anunciar que está já em produção “O Livro da Selva”, com Jon Favreau, a estrear em 2016, e “A Bela e o Monstro”, sob orientação de Bill Condom, que chega aos cinemas em 2017. A revista “Variety” informou ainda que o próprio Tim Burton está já também a produzir a sequência de “Alice no País das Maravilhas”, a ser intitulado “Through the Looking Glass”, com o lançamento mundial previsto para o próximo ano.

Filme “Olhos Grandes”

Em “Olhos Grandes”, o novo filme de Tim Burton, o realizador abandona o fantástico e o terror para contar uma história real: a da pintora norte-americana Margaret Keane, com as suas crianças de olhos arregalados. “Abre-me bem esses olhos!”, costumamos dizer às pessoas que estimamos e que vemos que estão a ser imprudentes, ingénuas ou néscias, que vão tomar uma decisão errada, fazer um disparate, meterem-se numa alhada.
A célebre pintora, interpretada por Amy Adams, que foi enganada pelo próprio marido Walter (Christoph Waltz), vendeu inúmeros quadros com meninos e meninas de olhos arregalados que, reproduzidos em massa e sob vários formatos, eram muito procurados nos EUA, nos anos 60. Na altura, a pintora criava os quadros, mas era o marido que assumia a autoria. Quando descobriu, a artista decidiu levá-lo à justiça numa disputa pelo reconhecimento dos seus direitos.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA