Trabalho original de Kant é apresentado em Portugal


20 de Dezembro, 2014

Fotografia: Divulgação

Um exemplar da primeira edição da “Crítica do Juízo” (“Critik der Urtheilskraft”), do filósofo alemão Immanuel Kant, publicada em 1790, é vendida num leilão, em Lisboa, anunciou a leiloeira Art Veritas.

O exemplar da obra, também conhecida por “Crítica do Julgamento” ou como “Crítica da Faculdade do Juízo”, vai à praça com uma base de licitação inicial de dois mil a 3.500 euros e, de acordo com a leiloeira, “é o mais raro volume da trilogia de Críticas publicada pelo filósofo”.
“Sob o tema da filosofia, o leilão inclui ainda a primeira edição francesa de ‘O Capital’, de Karl Marx, com uma base de licitação entre os 1.500 e os 2.500 euros”, disse uma fonte da casa de leilões Art Veritas.
Entre os 311 lotes que vão também à praça, o que tem a base de licitação mais elevada, de 4.500 a 7.500 euros, é uma monografia ilustrada de Espanha, Portugal, Índia e Etiópia, com vários escritores, originalmente publicada no início do século XVII, de Andreas Schott.
A mesma fonte destacou que além deste livro, a Art Veritas apresenta ainda “uma rara edição original do primeiro livro de Paul Verlaine, ‘Poèmes Saturniens’, datada de 1866, com uma base de licitação entre os 1.400 e 2.500 euros, e ‘Mariazinha em África’, romance para meninos de Fernanda de Castro, de 1925, com uma base de licitação entre 75 e 100 euros”.
Um exemplar da primeira edição da “Crítica do Juízo” (“Critik der Urtheilskraft”), do filósofo alemão Immanuel Kant, publicada em 1790, é vendida num leilão, em Lisboa, anunciou a leiloeira Art Veritas.
O exemplar da obra, também conhecida por “Crítica do Julgamento” ou como “Crítica da Faculdade do Juízo”, vai à praça com uma base de licitação inicial de dois mil a 3.500 euros e, de acordo com a leiloeira, “é o mais raro volume da trilogia de Críticas publicada pelo filósofo”.
“Sob o tema da filosofia, o leilão inclui ainda a primeira edição francesa de ‘O Capital’, de Karl Marx, com uma base de licitação entre os 1.500 e os 2.500 euros”, disse uma fonte da casa de leilões Art Veritas.
Entre os 311 lotes que vão também à praça, o que tem a base de licitação mais elevada, de 4.500 a 7.500 euros, é uma monografia ilustrada de Espanha, Portugal, Índia e Etiópia, com vários escritores, originalmente publicada no início do século XVII, de Andreas Schott.
A mesma fonte destacou que além deste livro, a Art Veritas apresenta ainda “uma rara edição original do primeiro livro de Paul Verlaine, ‘Poèmes Saturniens’, datada de 1866, com uma base de licitação entre os 1.400 e 2.500 euros, e ‘Mariazinha em África’, romance para meninos de Fernanda de Castro, de 1925, com uma base de licitação entre 75 e 100 euros”.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA