Tradições do Congo devem ser preservadas


23 de Julho, 2015

A preservação dos princípios e tradições  de Mbanza Congo  devem ser mais divulgados e preservados,  defendeu, ontem, a vice-governadora do Zaire para o Sector Técnico e Infra-estruturas.

Ângela Diogo disse acreditar que uma maior divulgação destes princípios históricos e culturais representa mais conhecimento da cultura congo, entre as pessoas, uma acção fundamental nesta fase de inscrição da cidade no património mundial da UNESCO. A vice-governadora fez a abertura oficial da 14ª edição das Festas da Cidade de Mbanza Congo, que decorrem até ao dia 25, e pediu mais atenção aos  valores, porque a província detém uma rica história cultural. “Por isso é importante continuar a transmitir esse legado às futuras gerações para a sua perpetuação”, sublinhou.
Aos munícipes a vice-governadora pediu maior colaboração com o governo local para a preservação e valorização dos bens construídos e patrimónios históricos locais e mais participação nos programas de desenvolvimento cultural promovidos pelas autoridades da província. “É preciso que todos contribuam no desenvolvimento e preservação da cidade de Mbanza Congo, antiga capital do Reino do Congo, por ser um património cultural nacional e está a rumar para a elevação a Herança Cultural Mundial”, salientou.
No acto, a responsável reiterou também o compromisso do governo provincial do Uíge na melhoria das condições sociais da população local, com a construção de mais escolas, centros de saúde e a reabilitação de vias rodoviárias.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA