Transladação do corpo ainda sem data marcada

Roque Silva
19 de Maio, 2015

Fotografia: Francisco Bernardo

Os ministérios da Cultura e da Saúde, a União Nacional dos Artistas e Compositores (UNAC) e a Comissão Administrativa de Luanda trabalham para transladar o corpo do músico Bangão, falecido no sábado passado, na África do Sul.

É prematuro avançar datas para a chegada do corpo a Luanda, disse um familiar de Bangão ao Jornal de Angola, que adiantou que “neste  momento estão a ser feitos contactos junto das embaixadas para se  deslocar o corpo”.
Bangão foi evacuado para a África do Sul em Março, depois de estar internado no Hospital Josina Machel e na clínica Girassol, em Luanda, desde Fevereiro.
A Comissão Administrativa da Cidade de Luanda disse  estar a fazer todos os esforços para a realização de um funeral à dimensão do consagrado artista.
A União Nacional dos Artistas e Compositores – Sociedade de Autores (UNAC-SA) vê a morte de Bangão como um retrocesso na política de resgate, valorização e promoção da música angolana de raiz. O  presidente da UNAC, Arnaldo Calado, destacou que “o país perdeu um activista que se colocou à disposição da causa da cultura nacional, com relevantes feitos realizados no período pós-independência em benefício da música”.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA