Cultura

Trienal de Luanda distingue Os Kiezos

A III Trienal de Luanda homenageia esta sexta-feira, 16 de Junho, às 21 horas, o conjunto Os Kiezos é homenageado hoje, às 21h00, pela III Trienal de Luanda, durante um concerto a ser realizado no Palácio de Ferro, na baixa luandense.

Fotografia: Jaimagens | Edições Novembro

No alimento do espectáculo, seguramente vão fazer parte as músicas “Ngana Zambi”, “Xé, Xé Mãe”, “Nzo Yami”, “Rosa Rosé”, “Mua Pango”, “Za Boba”, “Milhoró”, “Princesa Rita” e outras que ajudam a contar e a reconstruir a história musical de mais 50 anos do conjunto.
Neste espectáculo Os Kiezos vão subir ao palco com Brando Cunha (viola solo), Gegé Faria (contra solo), Zeca Tirilene (viola ritmo), Dulce Trindade (baixo), Habana Maior (tumbas), João Diloba (bateria), Tony Samba (teclas), Manuelito e Zé Manico (vozes) que vão apresentar as canções deste conjunto.
A história dos Kiezos começa no bairro Marçal, quando Mestre Kituxi reuniu Marito, Adolfo Coelho e Avozinho, resultando na criação de um grupo anónimo que animava as noites no Marçal. Os Kiezos têm uma relação afectiva com a Fundação Sindika Dokolo. Em 2010, na II Trienal, com duas aparições no Cine Nacional, no Miami Beach e defronte UNAP.

Tempo

Multimédia