Cultura

Trienal exibe "Zungueira"

O filme “Zungueira - A Força Que Nunca Cansa” realizado por Marisol Kadiegi é exibido, hoje,  às 20 horas, na Trienal de Luanda, no seguimento do Ciclo de Cinema Angolano que decorre desde Fevereiro último, no Palácio de Ferro.

Filme retrata quotidiano da mulher ambulante
Fotografia: Edições Novembro

“Zungueira - A Força Que Nunca Cansa” retrata as histórias de vida das vendedoras ambulantes vulgo Zungueiras, provenientes de quase todos os cantos do país em busca de uma vida melhor na metrópole luandense.
O documentário reflecte a forma como essas mulheres conseguem o sustento para as suas famílias, mesmo que para tal seja necessário à exposição ao perigo das estradas, bem como a repreensão das forças da ordem. As “zungueiras” sacrificam-se a fim de proporcionar um futuro risonho para os seus filhos, que ficam, muitas vezes, próximas do limiar da dignidade.
Foi na tentativa de reflectir um pouco sobre essa dignidade que, Marisol Kadiegi, realizou e produziu o documentário “Zungueira - A Força Que Nunca Cansa”, onde relata histórias desse grupo da sociedade angolana.
A documentarista, natural da província do Cuanza Norte, é licenciada em Comunicação Social, habilitação em Jornalismo pelo Instituto Educacional Superior de Brasília, no Brasil, pós-graduada em História Cultural, Identidade, Tradição e Fronteiras, pela Faculdade de História da Universidade de Brasília. Realizadora na Televisão Pública de Angola (TPA), Marisol é, também, docente universitária na Universidade Independente de Angola.
“Carnaval - 30 anos de Liberdade”, “Zungueira - a força que nunca cansa”, “Xinguilamento - a força dos ancestrais”, “Entre o rosto e o rasto na alma dos khoisans do Cunene”, “Valeu”, “Nós somos - trajectória de uma nação”, “A vida no planeta”, “As 7 maravilhas Naturais de Angola)” e “Angola hoje”, são alguns dos trabalhos realizados e co-realizados por Marisol Kadiegi, produzidos e exibidos pela Televisão Pública de Angola.

Tempo

Multimédia